Exportar registro bibliográfico

Alterações cromossômicas estruturais no mapeamento de regiões candidatas para quadros sindrômicos (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: FONSECA, SIMONE APARECIDA SIQUEIRA DA - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIO
  • Subjects: CROMOSSOMOS (ANOMALIAS); DOENÇAS GENÉTICAS
  • Language: Português
  • Abstract: Estudamos quatro rearranjos cromossômicos associados a alterações fenotípicas características, incluindo as síndromes de Silver-Russell (SRS) e Saethre-Chotzen (SCS). Na busca de genes responsáveis pelos quadros clínicos, mapeamos os pontos de quebra dos rearranjos, utilizando a hibridação in situ fluorescente de (FISH) de sondas de seqüências únicas. Investigadmos uma família que segrega um quadro clínico que inclui atraso do desenvolvimento neuropsicomotor e dificuldade de aprendizado associados a dismorfismos crânio-faciais (turricefalia, fácies achatadas, testa curta e sinófris) e alterações de mãos (branquidactilia, clinodactilia de 5 dedos e sindactilia de partes moles). Esse quadro está associado na família com uma translocação recíproca aparentemente equilibrada entre o braço curto do cromossomo 2 e o braço longo do cromossomo 22: t(2;22)(p14;q12). O ponto de quebra do cromossomo 2 foi localizado no BAC RP 11-926D3 em 2p14, em um segmento de cerca de 42 Kb, delimitado pelos BAC RP11-953F8 e RP11-315H15. No cromossomo 22, o ponto de quebra foi mapeado no BAC RP11-872124, em 22q12.2, num segmento de aproximadamente 22 Kb, delimitado pelos BAC RP11-335E3 e RP11-100614. Nenhum gene conhecido ocorre nesse intervalo. No cromossomo 2, o gene SLC1A4 (ASCT1, neutral amino acid transporter), está contido no segmento delimitado pela quebra e, portanto, interrompido. É assim, um gene candidato a ser responsável pelas alterações fenotípicas nessa família.Duas alterações cromossômicas foram estudadas em pacientes com quadro clínico de síndrome de Silver-Russell (retardo marcante de crescimento intra-uterino, baixa estatura, macrocrania relativa, frontal amplo, face pequena e triangular, cantos da boca voltados para baixo, assimetria de face, tronco ou membros, imaturidade óssea, fontanelas amplas, clinodactilia de 5 dedos, sudorese excessiva e manchas café-com-leite). Cerca de 10% dos afetados têm dissomia uniparental do cromossomo 7 de origem materna, mas desconhece-se a(s) cuasa(s) na maioria dos pacientes. Uma paciente com SRS apresentou translocação entre o braço longo do cromossomo 5 e o braço curto do cromossomo 6, cariótipo 46,XX,t(5;6)(q35.2;p22). A UPD 7 materna foi excluída. O ponto de quebra no cromossomo 5 foi localizada no BAC RP11-1077F19, em 5q35.2, num segmento de cerca de 93,4 Kb, delimitado pelos BAC RP11-125L2 e RP11-159L24. No cromossomo 6, o ponto de quebra foi localizado em 6p22, no BAC RP11-80K4, num o segmento de aproximadamente 152 Kb, entre o BAC RP11-80K4 e o PAC RP1-201D7. Esse segmento está contido no gene CDKAL1 (CDK5 regulatory subunit associated protein 1-like1), que, portanto, está interrompido e aparece como candidato para o quadro de SRS de nossa paciente. Alterações do gene CDKAL1 não foram relatadas em doenças e sua função ainda não é conhecida. Outra possibilidade é que um gene, mapeado próximo ao ponto de quebra, possa estar causando o quadro clínico, por tersofrido um efeito de posição devido à translocação. Aparecem como candidatos aos genes STSC2 (stanniocalcin 2 precursor), mapeado em 5q35.2 e o gene SOX4 [SRY (sex-determining region Y)-box-4] no cromossomo 6. Uma duplicação do braço curto do cromossomo 7 (7p12-p14) foi identificada em um outro paciente com SRS. A UPD 7 foi excluída. Quanto à origem parental da duplicação, a análise dos loci D7S460 e D7S519 (mapeados no segmento duplicado) sugere que haja uma duplicação dos alelos paternos. Os pontos de quebra foram localizados em 7p12.1, no BAC RP11-872124 e em 7p14.3, no BAC RP 11-714H7. O segmento duplicado tem aproximadamente 22 Mb. Nesse segmento duplicado, estão localizados os genes GRB10 (growth factor receptor bound protein), IGFBP1 (insulin-like growth factor receptor binding protein 1), IGFBP3 (insulin-like growth factor receptor binding protein 3) e C7orf10 (chromosome7 open reading frame 10). Estando também duplicados em duas outras duplicações previamente descritas em SRS, um ou mais desses genes pode ser a causa do quadro clínico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.09.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FONSECA, Simone Aparecida Siqueira da; VIANNA-MORGANTE, Angela Maria. Alterações cromossômicas estruturais no mapeamento de regiões candidatas para quadros sindrômicos. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Fonseca, S. A. S. da, & Vianna-Morgante, A. M. (2005). Alterações cromossômicas estruturais no mapeamento de regiões candidatas para quadros sindrômicos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Fonseca SAS da, Vianna-Morgante AM. Alterações cromossômicas estruturais no mapeamento de regiões candidatas para quadros sindrômicos. 2005 ;
    • Vancouver

      Fonseca SAS da, Vianna-Morgante AM. Alterações cromossômicas estruturais no mapeamento de regiões candidatas para quadros sindrômicos. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021