Exportar registro bibliográfico

Influência do volume de adesivo e das ciclagens térmica e mecânica na resistência de união resina-dentina (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: FATIO, EDMEA LODOVICI - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODM
  • Subjects: CICLAGEM TÉRMICA (ODONTOLOGIA); RESISTÊNCIA DE UNIÃO (ODONTOLOGIA); MATERIAIS DENTÁRIOS; ADESIVOS DENTINÁRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: Interfaces adesivas flexíveis, com maior capacidade de dissipação de tensões poderiam prevenir falhas provenientes das tensões geradas durante a contração de polimerização, variações térmicas e esforços mastigatórios. Isso poderia ser obtido através do aumento da espessura da camada de adesivo. O objetivo deste trabalho foi comparar a resistência de união (RU) à dentina de dois sistemas adesivos (SA) aplicados com diferentes volumes de adesivo (uma ou duas camadas) e submetidos ou não às ciclagens térmica e mecânica (CTM). A superfície dentinária de 40 terceiros molares hígidos foi exposta com uma lixa de granulação 600. Dois sistemas adesivos foram testados: Scotchbond Multiuso (SBMU) e Clearfil SE Bond (CSEB). Seus respectivos adesivos foram aplicados através de uma micropipeta (8 ou 16µl) em uma área delimitada de 52 mm 2 e blocos de resina composta (Z250) foram construídos incrementalmente. Metade da amostra foi armazenada em água destilada por 24 h e submetida às ciclagens térmica (1.000; 5-55ºC) e mecânica (500.000 ciclos / 12 kgf). A outra metade foi apenas armazenada em água destilada por 72 h. Após isso, os dentes foram seccionados, longitudinalmente, em cortes perpendiculares entre si, a fim de se obterem corpos-de-prova em formato de paralelogramo com aproximadamente 0,8mm 2 de secção transversal. Os palitos foram submetidos ao teste de microtração a 1,0 mm/min e o modo de fratura analisado. A RU foi expressa como um índice que incluiu osvalores de RU dos diferentes padrões de fratura, além dos palitos prematuramente fraturados (P). Os dados foram submetidos à análise de variância de 3 fatores. O teste de qui-quadrado foi utilizado (p<0,05) para verificar diferenças na freqüência de P. Dois fatores foram significantes: SA e CTM. SBMU e grupos não-ciclados apresentaram maior RU do que CSEB e grupos ciclados respectivamente. Uma maior freqüência de P ) foi observada para os grupos ciclados. Uma camada adicional de adesivo não influenciou na RU de interfaces feitas com SBMU ou CSEB, enquanto a CTM levou à redução da RU das interfaces
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.07.2005
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LODOVICI, Edméa; RODRIGUES FILHO, Leonardo Eloy. Influência do volume de adesivo e das ciclagens térmica e mecânica na resistência de união resina-dentina. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-27092005-170914/ >.
    • APA

      Lodovici, E., & Rodrigues Filho, L. E. (2005). Influência do volume de adesivo e das ciclagens térmica e mecânica na resistência de união resina-dentina. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-27092005-170914/
    • NLM

      Lodovici E, Rodrigues Filho LE. Influência do volume de adesivo e das ciclagens térmica e mecânica na resistência de união resina-dentina [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-27092005-170914/
    • Vancouver

      Lodovici E, Rodrigues Filho LE. Influência do volume de adesivo e das ciclagens térmica e mecânica na resistência de união resina-dentina [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-27092005-170914/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021