Exportar registro bibliográfico

Políticas públicas para a formação docente: um estudo em Porto Velho-RO (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: TAMBORIL, MARIA IVONETE BARBOSA - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: POLÍTICA EDUCACIONAL; FORMAÇÃO DE PROFESSORES; DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: Analisa as políticas públicas para a formação docente desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED) de Porto Velho-RO, no período compreendido entre 1998 e 2003, na perspectiva dos participantes da pesquisa. Constituiu-se como fonte de informação dos dados empíricos: a pesquisa documental, dois grupos focais - um composto por seis professoras e outro com oito formadoras - e duas entrevistas individuais com dirigentes educacionais. O método da "Análise de Conteúdo" permitiu organizar as temáticas extraídas do material empírico, base para as inferências: Categoria A - Formação inicial (escolarização); Categoria B - Formação continuada (aperfeiçoamento); Categoria C - Aspectos avaliativos envolvendo a formação (inicial e continuada); Categoria D - Aspectos que interferem no desenvolvimento das ações de formação docente; Categoria E - Solução implementada; Categoria F - Soluções apontadas. Os dados indicam dois tipos de atividades: as que visam à escolarização (formação inicial) dos docentes e as que buscam o aperfeiçoamento (formação continuada) destes profissionais. A pesquisa mostra que na SEMED as ações executadas procuraram atender às exigências da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96) e à as propostas desencadeadas pelo MEC no final da década de 1990. A ausência de uma política educacional materializada em um projeto político pedagógico, gestada pela própria Secretaria, garantida à participação dos profissionais daeducação e assumida pelos dirigentes foi um dos aspectos mais relevantes que interferiram no desenvolvimento das ações. Além deste, destacam-se: o tempo insuficiente das professoras e formadoras para participarem das atividades de formação, a baixa remuneração, a descontinuidade das ações e a ausência de acompanhamento e de avaliação das ações por parte da Secretaria. A pesquisa aponta para a necessidade de mudanças estruturais resultantes de uma política global que contemple simultaneamente formação (inicial e continuada) e condições de trabalho (salário e carreira). Conclui que a formação docente, enquanto retórica, assume um lugar de destaque nos discursos oficiais, mas na prática é desenvolvida de forma inadequada e sem condições de efetivação. Ou seja, é mais um slogan acrescentado ao vocabulário das reformas educacionais. No contexto destas reformas e dos programas governamentais os docentes aparecem como agentes responsáveis pelas mudanças e também pelo sucesso da escola, mas continuam desvalorizados: social e economicamente. A pesquisa apresenta uma proposta de desenvolvimento profissional docente que visa à valorização dos profissionais da educação que tenha como pilares: plano de carreira, programas de formação e condições institucionais de trabalho
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.08.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TAMBORIL, Maria Ivonete Barbosa; MACEDO, Lino de. Políticas públicas para a formação docente: um estudo em Porto Velho-RO. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Tamboril, M. I. B., & Macedo, L. de. (2005). Políticas públicas para a formação docente: um estudo em Porto Velho-RO. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Tamboril MIB, Macedo L de. Políticas públicas para a formação docente: um estudo em Porto Velho-RO. 2005 ;
    • Vancouver

      Tamboril MIB, Macedo L de. Políticas públicas para a formação docente: um estudo em Porto Velho-RO. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021