Exportar registro bibliográfico

As tarefas de desenvolvimento da meninice e a transição para o ensino fundamental (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, MARLENE DE CASSIA TRIVELLATO - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: RENDIMENTO ESCOLAR; PROCESSOS COGNITIVOS
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve como objetivo identificar, na transição de primeira série do ensino fundamental, associações entre características da criança e de seus contextos de desenvolvimento e indicadores de realização das tarefas desenvolvimentais da meninice. A pesquisa está fundamentada em pressupostos do modelo bioecológico e da psicopatologia do desenvolvimento. O objetivo foi perseguido através de um delineamento prospectivo. As disposições e os recursos pessoais, os aspectos relevantes do microssistema familiar e a entrada prévia da criança em um microssistema escolar foram avaliados no início do ano letivo; os indicadores de estresse relacionado às demandas da primeira série, assim como os indicadores relativos ao cumprimento das tarefas da fase, que incluem desempenho acadêmico e a competência nas relações interpessoais, foram avaliados no final do segundo semestre letivo. Participaram do estudo 70 crianças que cursavam pela primeira vez a primeira série do ensino fundamental, em duas escolas municipais, e suas respectivas mães e professoras. No início do ano, as mães foram entrevistadas, ocasião em que foram aplicados os seguintes instrumentos: Roteiro de Entrevista sobre o Desenvolvimento da Criança e de seu Ambiente Familiar, Inventário de Recursos do Ambiente Familiar, Escala de Eventos Adversos, Escala Comportamental Infantil A2 de Rutter, Questionário de Identificação de Problemas de Auto-regulação da Atenção e do Comportamento. Com as crianças foramutilizados o Teste das Histórias Incompletas, Teste das Matrizes Progressivas de Raven e uma prova de consciência fonológica. No final do ano, as mães e as crianças responderam ao Inventário de Fontes de Estresse Escolar. Junto às crianças foi aplicado o Teste de Desempenho Escolar e a Escala de Stress Infantil. As professoras responderam ao Protocolo de Avaliação da Competência Social do Aluno e avaliaram o desempenho e o ajustamento dos alunos ... em sala de aula, através de dois ítens de competência social do CBCL (Inventário de Comportamentos da Infância Adolescência). Na análise dos dados, associações entre variáveis foram exploradas preliminarmente através de testes de correlação de Pearson. Para explorar influências das variáveis pessoais e familiares medidas no início do ano letivo sobre as medidas de desempenho e ajustamento obtidas no final do ano, empregaram-se análises de regressão. Associações envolvendo a freqüência prévia à pré-escola foram investigadas por meio de comparação de grupos, através do teste não paramétrico de Kruskal-Wallis. Os resultados das correlações entre as características da criança e da família no início do ano indicaram associação positiva entre indicadores de competência cognitiva e lingüística da criança e a oferta de recursos promotores de desenvolvimento no ambiente familiar; problemas de comportamento na criança correlacionaram positivamente com indicadores de problemas norelacionamento mãe-criança e instabilidade ambiental. No final do ano, indicadores de desempenho e competência correlacionaram fortemente entre si, e mostraram correlação negativa com medidas de estresse. Nas correlações entre variáveis do início do ano e os indicadores obtidos no final do ano, relativos ao desempenho e ao funcionamento da criança na escola, estes últimos mostraram correlações mais altas com recursos iniciais do que com adversidades, e com as variáveis da criança mais que com as da família. As análises de regressão apontaram diferentes preditores para competência social e desempenho escolar no final do ano. Apareceram como preditores de competência social o nível intelectual das crianças e os recursos do ambiente familiar promotores de desenvolvimento, avaliados no início do ano, tendo o funcionamento intelectual o maior peso na predição. O desempenho escolar foi predito por um conjunto de variáveis ... compreendendo a habilidade de detectar rimas, recursos do ambiente familiar promotores de desenvolvimentos o uso de práticas parentais positivas, tendo maior peso na predição a habilidade de detectar rimas. Feita a comparação entre crianças que concluíram a pré-escola (n = 52), . freqüentaram pré-escola até seis meses (n = 9) ou não freqüentaram (n = 9), foram obtidos os seguintes resultados: (a) os grupos não diferiram nas variáveis do ambiente familiar; (b) houve diferença significativa entre os grupos em dois precursoresda criança, identificação de rimas e problemas de auto-regulação da atenção e do comportamento; (c) nas medidas obtidas no final do ano, diferenças significativas foram detectadas nos indicadores de desempenho escolar, ajustamento em sala de aula, ocorrência e efeito perturbador dos eventos escolares estressantes. Em todos os indicadores com diferença significativa entre os grupos, as crianças que concluíram a pré-escola têm resultados melhores. Com base nos principais resultados do estudo, sugere-se que são relevantes para uma resolução favorável da transição da primeira série os recursos, tanto do ambiente familiar como da própria criança e da experiência escolar prévia. Crianças competentes, que podem desfrutar de um ambiente familiar supridor ao ingressarem na primeira série, apresentam melhores resultados na transição para o ensino fundamental. As que freqüentaram pré-escola estão menos vulneráveis aos estressores da primeira série. O acumulo de recursos pessoais, o suporte familiar e a experiência prévia em contexto escolar podem ser vistos como mecanismos de proteção na transição para o ensino fundamental
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.04.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Marlene de Cássia Trivellato; MARTURANO, Edna Maria. As tarefas de desenvolvimento da meninice e a transição para o ensino fundamental. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Ferreira, M. de C. T., & Marturano, E. M. (2005). As tarefas de desenvolvimento da meninice e a transição para o ensino fundamental. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ferreira M de CT, Marturano EM. As tarefas de desenvolvimento da meninice e a transição para o ensino fundamental. 2005 ;
    • Vancouver

      Ferreira M de CT, Marturano EM. As tarefas de desenvolvimento da meninice e a transição para o ensino fundamental. 2005 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021