Exportar registro bibliográfico

Acesso venoso central para hemodiálise: avaliação prospectiva da ocorrência de complicações (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: FERREIRA, VIVIANE - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: ENFERMAGEM NEFROLÓGICA; ENFERMAGEM CIRÚRGICA
  • Language: Português
  • Abstract: As complicações de pacientes com insuficiência renal crônica submetidos ao tratamento hemodialítico representam desafios para os profissionais de saúde. A variabilidade de fatores de risco que predispõem a essas complicações têm sido, freqüentemente, investigada na literatura científica. Nesse sentido, objetivou-se descrever as complicações locais e sistêmicas dos pacientes com insuficiência renal crônica a partir da implantação do cateter temporário de duplo lúmen para hemodiálise até sua retirada definitiva. Trata-se de um estudo de segmento que avaliou prospectivamente os pacientes da implantação do cateter até sua retirada definitiva. Para o estabelecimento do grupo estudado foi considerado um período de seis meses consecutivos de julho a dezembro de 2003. Assim, após a aprovação do Comitê de Ética em pesquisa procedeu-se a coleta dos dados. Para análise dos resultados realizou-se a codificação das variáveis no banco de dados do programa Microsoft Excel mediante dupla digitação, e, utilizou-se o programa Software Statistical Package for Social Sciences, versão 10.0 na análise estatística. Dos 64 paciebtesv avaliados 38 (59,4%) eram do sexo masculino, 20 (31,2%) tinham como causa provável da insuficiência renal a nefroesclerose hipertensiva, e, 35 (54,7%) implantaram o cateter devido à necessidade do tratamento hemodialítico imediato. Totalizou-se no período 145 cateteres implantados, 29 (45,3%) dos pacientes tiveram implantes únicos, 98(67,6%) dos acessos foram a veia jugular interna direita, 40 (27,6%) das trocas dos cateteres foram devido a febre. O tempo médio de permanência dos cateteres foi de 30 dias. A complicação local mais freqüente em 41 (64%) dos pacientes foi o funcionamento inadequado do cateter com 26 dias de média para a ocorrência, e, a complicação sistêmica mais freqüente em 24 (37,5%) foi a febre com 34 dias de média para sua ocorrência, 27 ) (42,2%) dos pacientes apresentaram infecção do sítio de inserção, e, 30 (47%) infecção da corrente sanguínea. O Staphylococcus aureus foi o microrganismo mais isolado em 10 (33,4%) das hemoculturas. Observou-se que 45 (70,4%) dos pacientes retiraram definitivamente o cateter devido à punção da fístula arteriovenosa. O estudo apontou aspectos preocupantes, dentre eles, o tempo de permanência do cateter, que expõe sobremaneira o paciente a diferentes complicações, em especial, a infecção. A confecçô da fístula arteriovenosa representa uma importante alternativa que contrapõe o uso do cateter temporário
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.07.2005
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Viviane; ANDRADE, Denise de. Acesso venoso central para hemodiálise: avaliação prospectiva da ocorrência de complicações. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-16082005-140714/ >.
    • APA

      Ferreira, V., & Andrade, D. de. (2005). Acesso venoso central para hemodiálise: avaliação prospectiva da ocorrência de complicações. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-16082005-140714/
    • NLM

      Ferreira V, Andrade D de. Acesso venoso central para hemodiálise: avaliação prospectiva da ocorrência de complicações [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-16082005-140714/
    • Vancouver

      Ferreira V, Andrade D de. Acesso venoso central para hemodiálise: avaliação prospectiva da ocorrência de complicações [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-16082005-140714/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021