Exportar registro bibliográfico

Rodofíceas marinhas bentônicas do estado da Bahia, Brasil (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: NUNES, JOSE MARCOS DE CASTRO - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: ALGAS MARINHAS; RHODOPHYTA; BOTÂNICA (CLASSIFICAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho fornece o levantamento sistemático das rodofíceas marinhas bentônicas do litoral do estado da Bahia. O material de estudo corresponde às algas marinhas fixas aos substratos rochosos da região entremarés e do infralitoral, proveniente de 100 estações de coleta, correspondendo a 16 municípios, localizados na Região Norte, Região Metropolitana de Salvador, Região Sul e Região do Extremo Sul. Essas estações foram escolhidas de acordo com os ambientes litorâneos diversificados que o estado apresenta, a saber, recifes de corais, recifes de arenito, costões rochosos e fundos biodetríticos. As amostragens no mesolitoral foram realizadas durante as marés baixas de sizígia e as coletas do infralitoral foram feitas com o auxílio de dragas ou através de mergulho em apnéia ou com equipamento SCUBA. Também foi examinado material registrado no Herbário Alexandre Leal Costa (ALCB) da Universidade Federal da Bahia e no Herbário do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (SPF). Foram elaboradas chaves específicas para alguns gêneros. Para determinados gêneros e espécies que não haviam sido descritos para a flora brasileira ou que o foram de maneira incompleta, foi apresentada descrição e discussão mais ampla. Foram identificados 241 táxons infragenéricos, pertencentes a 15 ordens, 33 famílias, 116 gêneros e 237 espécies. A ordem melhor representada em número de táxons infragenéricos foi Ceramiales com 112 espécies, seguida deCorallinales (26), Gracilariales (20) e Gigartinales (19). A família Rhodomelaceae apresentou 54 espécies, sendo a mais representativa em número de táxons, seguida de Ceramiaceae (39). Dentre os gêneros mais representativos estão: Gracilaria (19), Ceramium (14), Chondria (7) e Neosiphonia (6). Dentre os táxons estudados, 82 espécies constituem-se em novas referências para o litoral baiano. Dentre esses, 24 são referidos pela primeira vez para o Nordeste e 15 para o Brasil. Dotyophycus sp., Hypnea sp. e Tolypiocladia sp. são espécies novas para a ciência que serão propostas futuramente. Para Polysiphonia saccorhiza (Collins & Herv.) Hollenb. está sendo proposta uma nova combinação, Neosiphonia saccorhiza (Collins & Herv.) J.M.C. Nunes & S.M. Guim. comb. nov. A Região Sul apresentou o maior número de táxons (151), correspondendo a 33% das ocorrências, e a Região Norte, o menor, com 58 táxons, ou 13% das ocorrências. Ocorreram 23 espécies (ca. de 10%) exclusivamente no infralitoral. A grande maioria das espécies de rodofíceas do litoral baiano apresenta uma distribuição ampla na região tropical americana e, um número significativo de espécies ocorre na região tropical do Indo-Pacífico. São referidos atualmente para o litoral brasileiro 455 táxons infragenéricos de rodofíceas marinhas bentônicas, sendo que 57% dos mesmos ocorre no litoral baiano. Do total de espécies de rodofíceas citadas para a Bahia, incluindo-se osdados deste trabalho e os dos outros autores, 7,2% ocorrem unicamente no litoral baiano. Comparando-se com outros estados brasileiros, o Espírito Santo apresenta o maior número de táxons infragenéricos de rodofíceas (308), seguido do Rio de Janeiro (244) e da Bahia (241). A flora de rodofíceas marinhas do litoral baiano apresenta ainda alguns componentes com afinidades subtropicais. 11 espécies encontrados no presente estudo são referidos, ao menos até o momento, exclusivamente para a região nordeste brasileira. Entre as espécies estudadas no litoral baiano, as que apresentam distribuição mais ampla no Brasil, ocorrendo do Maranhão ao Rio Grande do Sul são: Bostrychia radicans, Centroceras clavulatum, Ceramium brasiliense, Hypnea musciformis, Jania adhaerens e Polysiphonia subtilissima. O desenvolvimento deste trabalho possibilitou o conhecimento das rodofíceas marinhas da Bahia, preenchendo uma lacuna existente na literatura ficológica brasileira e fornecendo bases importantes para o desenvolvimento de futuros projetos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.05.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NUNES, José Marcos de Castro; GUIMARÃES, Silvia Maria Pita de Beauclair. Rodofíceas marinhas bentônicas do estado da Bahia, Brasil. 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Nunes, J. M. de C., & Guimarães, S. M. P. de B. (2005). Rodofíceas marinhas bentônicas do estado da Bahia, Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Nunes JM de C, Guimarães SMP de B. Rodofíceas marinhas bentônicas do estado da Bahia, Brasil. 2005 ;
    • Vancouver

      Nunes JM de C, Guimarães SMP de B. Rodofíceas marinhas bentônicas do estado da Bahia, Brasil. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021