Exportar registro bibliográfico

Caracterização de ferramentas moleculares dirigidas ao estudo das miosinas V (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: LEPRI, ELAINE ROSELY - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBP
  • Subjects: BIOLOGIA CELULAR; BIOLOGIA MOLECULAR
  • Language: Português
  • Abstract: As miosinas da classe V são motores moleculares envolvidos em uma grande variedade de funções celulares. Recentemente, demonstramos que uma proteína de fusão da cauda globular da miosina Va (GT) tem localização nuclear, induz a perda de ramificações e tem uma forma bastante alongada em células B16-F10 sob estímulos hormonais. Em nosso grupo a geração de um novo anticorpo monoclonal produzido contra a fosfoserina (S1627) da miosina Va de galinha, que foi previamente demonstrado ser alvo da CaM-Kinase-II, demonstrou que a miosina Va tem uma localização nuclear conspícua que parece estar regulada durante o ciclo celular. No presente trabalho, confirmamos a localização nuclear e centrossômica da proteína GT em células HEK293 e B16-F10 analizadas vivas ou fixadas, bem como culturas estáveis ou transitórias. Lnteressantemente, embora a GT esteja mais concentrada no núcleo, sua fosforilação é mais acentuada mo citoplasma, sugerindo que a importação nuclear desta proteína deve ser um processo ativo e regulado. Também demonstramos por microscopia confocal que a proteína GT nas células em interfase exibem uma distribuição pontual em regiões intercromatínicas e está ausente o nucléolo. Em adição nós mostramos, que a GT, mas não a MGT, tem um efeito inibitório significativo da proliferação celular em células HEK293 estavelmente transfectadas. Nossos dados também indicam que a as proteínas de fusão cauda são mais intensamente fosforiladas do que a MVa-EGFP inteira,sugerindo um mecanismo inibitório associado com o domínio motor/pescoço. Outra observação intrigante é que a isoforma cauda neuronal da MVa (NT) estava três vezes mais fosforilada do que a cauda melanocítica (MT), e em células B16 estimuladas estas proteínas apresentam um contrastante modelo de distribuição citoplasmática. Além disso determinamos que o mAb9E6 não é específico para MVa, pois ele reconhece a MVc e não está ainda muito claro se a MVb é também ... reconhecida De forma interessante nossos dados sugerem que o mAb é capaz de distinguir entre duas frações citosólicas, uma altamente fosforilada da MVc e uma não fosforilada associada com compartimentos endocíticos. Em resumo nossos dados mostram que contribuem para a caracterização de uma nova ferramenta molecular e características funcionais associadas com esta classe de motores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.03.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEPRI, Elaine Rosely; ESPREAFICO, Enilza Maria. Caracterização de ferramentas moleculares dirigidas ao estudo das miosinas V. 2005.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005.
    • APA

      Lepri, E. R., & Espreafico, E. M. (2005). Caracterização de ferramentas moleculares dirigidas ao estudo das miosinas V. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Lepri ER, Espreafico EM. Caracterização de ferramentas moleculares dirigidas ao estudo das miosinas V. 2005 ;
    • Vancouver

      Lepri ER, Espreafico EM. Caracterização de ferramentas moleculares dirigidas ao estudo das miosinas V. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021