Exportar registro bibliográfico

Morfometria geométrica aplicada ao estudo de variações alares em espécies de Anastrepha (Diptera: Tephritidae) (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: NASCIMENTO, FABIO MESQUITA DO - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIO
  • Subjects: DIPTERA; MORFOMETRIA
  • Language: Português
  • Abstract: O gênero Anastrepha apresenta espécies generalistas e especialistas, nas quais o dimorfismo sexual está presente. A classificação das espécies é feita quase exclusivamente por características do ápice do acúleo, o que impossibilita o uso de machos na identificação específica. Análises filogenéticas do gênero reúnem as espécies em 16 grupos infragenéricos distintos. Utilizando técnicas de morfometria geométrica, analisamos as asas de 18 espécies de Anastrepha, procurando evidenciar a existência de assimetria entre asas direitas e esquerdas, caracterizar as espécies de modo mais amplo com relação ao dimofismo sexual de asa e estabelecer padrões de semelhanças e diferenças morfológicas entre espécies, grupos e quanto à estratégias de exploração de hospedeiros. Nossos resultados revelaram que todas as espécies analisadas são simétricas quanto ao tamanho das asas, ao passo que cinco delas possuem padrões semelhantes de assimetria direcional em relação à forma das asas. Essas assimetrias podem ser devidas a algum mecanismo de desenvolvimento ainda não elucidado. Considerando em conjunto o tamanho e forma de asa, todas as espécies comparadas apresentaram um dimorfismo significativo entre machos e fêmeas, contrariando resultados obtidos em estudo prévio feito por análise univariada. Este dimorfismo possivelmente está correlacionado ao comportamento de acasalamento apresentado por estas espécies, que envolve emissões sonoras emitidas por vibrações alares. A únicadas espécies cujo comportamento sexual envolve cópula forçada foi a que apresentou dimorfismo sexual mais expressivo na forma da asa. Os dendrogramas elaborados com base em componentes de forma das asas revelaram semelhanças entre espécies pertencentes ao mesmo grupo infragenérico e permitiram estabelecer um padrão de ordenamento de espécies e grupos de Anastrepha. Algumas inconsistências nestes ordenamentos foram encontradas na comparação entre os dendrogramas masculinos e femininos. Espécies generalistas e especialistas apresentaram-se significativamente diferentes com relação ao tamanho e forma das asas, sendo que algumas espécies apresentaram asas mais semelhantes a espécies que adotam a mesma estratégia de exploração de hospedeiros que a espécies filogeneticamente mais próximas, o que pode estar revelando uma eventual convergência adaptativa. As diferenças alares entre espécies generalistas e especialistas podem estar relacionadas a diferenças na dispersão apresentada por estas espécies
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.04.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NASCIMENTO, Fábio Mesquita do; SELIVON, Denise. Morfometria geométrica aplicada ao estudo de variações alares em espécies de Anastrepha (Diptera: Tephritidae). 2005.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.
    • APA

      Nascimento, F. M. do, & Selivon, D. (2005). Morfometria geométrica aplicada ao estudo de variações alares em espécies de Anastrepha (Diptera: Tephritidae). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Nascimento FM do, Selivon D. Morfometria geométrica aplicada ao estudo de variações alares em espécies de Anastrepha (Diptera: Tephritidae). 2005 ;
    • Vancouver

      Nascimento FM do, Selivon D. Morfometria geométrica aplicada ao estudo de variações alares em espécies de Anastrepha (Diptera: Tephritidae). 2005 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021