Exportar registro bibliográfico

Energia e nutrientes na dieta de escolares: contrastes entre municípios brasileiros (2005)

  • Authors:
  • Autor USP: RIBEIRO, ELOISE SANTUCCI - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LAN
  • Subjects: ESTADO NUTRICIONAL; INFÂNCIA; NECESSIDADE ENERGÉTICA; SAÚDE PÚBLICA; SEGURANÇA ALIMENTAR; ADOLESCÊNCIA; ALIMENTAÇÃO ESCOLAR; CONSUMO DE ALIMENTOS; DESENVOLVIMENTO FÍSICO; DIETA; EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL
  • Language: Português
  • Abstract: A infância e a adolescência são consideradas fases que envolvem uma série de transformações entre as quais merecem destaque o crescimento físico e desenvolvimento acelerados que são determinantes de uma maior demanda de energia e nutrientes. É fundamental que os indivíduos adotem alimentação balanceada no tocante à energia e nutrientes para que as mudanças na composição corporal e maturação sexual, entre outras demandas, sejam asseguradas. Entre os objetivos principais da pesquisa destacam-se a análise do estado nutricional, consumo de energia e nutrientes e a participação dos macronutrientes na dieta de amostra de 1325 escolares, matriculados em vinte unidades de ensino de dez municípios brasileiros. Os dados referentes ao consumo de alimentos foram obtidos por meio da adoção do método Recordatório 24-horas. Para a elaboração das análises nutricionais foi utilizado o software Virtual Nutri (Philippi et al., 1996). Os resultados revelam ingestão média de energia (1503,4 kcal) que pode ser considerada menor que à recomendação definida para os alunos do grupo etário da amostra. Quando se analisou a situação dos escolares, de acordo com a participação dos macronutrientes no Valor Energético Total da Dieta - VET, observou-se que, de forma geral, a maioria (55%) adota dieta inadequada, sendo que as situações mais desfavoráveis atingem os estudantes dos municípios das Regiões Nordeste (Parnaíba e Brasileira) e Norte (Abaetetuba e Tailândia). Situação inversafoi identificada no tocante às dietas dos escolares de Joinville-SC (71,3% do grupo adotavam dietas adequadas). (continua) )A análise do estado nutricional revelou que é nula a prevalência de baixo peso entre os alunos da totalidade das vinte escolas integrantes da pesquisa. De foram geral a maioria (cerca de 92,6%) foi classificada como eutrófica e proporção de escolares próxima à esperada identificada com sobrepeso. No entanto, nos municípios da Região Sul, os resultados distinguem-se pela superioridade da prevalência de sobrepeso em relação aos demais: proporções de escolares (14,7%) de Joinville e 16,3%, em Ponte Serrada foram diagnosticados com excesso de peso. Note-se que os referidos percentuais são praticamente três vezes maiores quando comparados à proporção observada (5%) em populações considerado de referência. Quanto ao consumo de minerais, merece atenção a reduzida ingestão de cálcio (a maioria dos escolares não ingeriu 50% do valor preconizado). O consumo (médio) de praticamente a totalidade das vitaminas selecionadas pode ser considerado relativamente mais favorável, exceto quando se verifica, entre os alunos a baixa ingestão de folacina e ácido pantotênico. A reduzida presença de fibras da dieta da totalidade dos escolares causa preocupação, especialmente quando atenção é dirigida aos valores preconizados (25 a 38g/dia): o maior consumo foi observado entre os alunos de Parnaiba (14,3 g), enquanto em Joinville, a ingestão alcançou 7,9 g (menorquantidade média identificada). Não sobram dúvidas que o grupo formado por crianças e adolescentes, especialmente aqueles matriculados nas unidades da rede pública de ensino, merece a atenção dos órgãos de saúde e educação, principalmente no tocante ao monitoramento do consumo de alimentos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.03.2005
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBEIRO, Eloise Santucci; SILVA, Marina Vieira da. Energia e nutrientes na dieta de escolares: contrastes entre municípios brasileiros. 2005.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2005. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-15092005-150620/ >.
    • APA

      Ribeiro, E. S., & Silva, M. V. da. (2005). Energia e nutrientes na dieta de escolares: contrastes entre municípios brasileiros. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-15092005-150620/
    • NLM

      Ribeiro ES, Silva MV da. Energia e nutrientes na dieta de escolares: contrastes entre municípios brasileiros [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-15092005-150620/
    • Vancouver

      Ribeiro ES, Silva MV da. Energia e nutrientes na dieta de escolares: contrastes entre municípios brasileiros [Internet]. 2005 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-15092005-150620/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021