Exportar registro bibliográfico

Efeitos do tratamento agudo e prolongado com haloperidol e da retirada abrupta deste tratamento sobre a atividade de macrófagos peritoneais de ratos machos e fêmeas (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: LOURENCO, GEANE ANTIQUES - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPT
  • Subjects: PROLACTINA; MACRÓFAGOS
  • Language: Português
  • Abstract: Haloperidol é um antagonista de receptor D2 de dopamina freqüentemente utilizado na clínica para tratamento de pacientes esquizofrênicos. Haloperidol aumenta a liberação de prolactina pela glândula pituitária anterior, e a prolactina é um fator capaz de modular a atividade do sistema imune. Grupos de seis ratos machos e fêmeas receberam tratamento agudo de 2mg/kg de haloperidol (E1), tratamento prolongado com haloperidol (E2) (2mg/kg/dia por 21 dias); retirada abrupta do tratamento prolongado com haloperidol (E3), ou ainda tratamento agudo com 6mg/kg de haloperidol (E4). Os animais controle receberam tratamento similar com veículo de diluição (grupos C1, C2 e C3 respectivamente). Neste trabalho, o tratamento prolongado com haloperidol (E2) aumentou a atividade de macrófagos, aumentando o espraiamento, a fagocitose e a liberação de NO em ratos machos e fêmeas. O tratamento agudo com 2mg/kg de haloperidol (E1) não foi capaz de alterar a atividade de macrófagos, porém a dose de 6mg/kg (E4) aumentou o espraiamento e a fagocitose. Os tratamentos agudo (E1) e prolongado (E2) com haloperidol aumentaram os níveis plasmáticos de corticosterona e de prolactina tanto em machos quanto em fêmeas. Os macrófagos de ratos machos e fêmeas apresentam os mesmos padrões de alterações após os tratamentos com haloperidol, exceto para produção de 'H IND. 2' 'O IND. 2' que foi maior apenas para as fêmeas dos grupos C3 e E3. Discutiu-se de que maneira o haloperidol induz ativação demacrófagos, se por uma forma indireta através do aumento nos níveis de prolactina, ou alternativamente, sendo esta ativação uma conseqüência da ação direta do haloperidol sobre os receptores de dopamina dos macrófagos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.12.2004
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOURENÇO, Geane Antiques; DORCE, Valquíria Abrão Coronado; PALERMO-NETO, João. Efeitos do tratamento agudo e prolongado com haloperidol e da retirada abrupta deste tratamento sobre a atividade de macrófagos peritoneais de ratos machos e fêmeas. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-12042007-173309/ >.
    • APA

      Lourenço, G. A., Dorce, V. A. C., & Palermo-Neto, J. (2004). Efeitos do tratamento agudo e prolongado com haloperidol e da retirada abrupta deste tratamento sobre a atividade de macrófagos peritoneais de ratos machos e fêmeas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-12042007-173309/
    • NLM

      Lourenço GA, Dorce VAC, Palermo-Neto J. Efeitos do tratamento agudo e prolongado com haloperidol e da retirada abrupta deste tratamento sobre a atividade de macrófagos peritoneais de ratos machos e fêmeas [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-12042007-173309/
    • Vancouver

      Lourenço GA, Dorce VAC, Palermo-Neto J. Efeitos do tratamento agudo e prolongado com haloperidol e da retirada abrupta deste tratamento sobre a atividade de macrófagos peritoneais de ratos machos e fêmeas [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10133/tde-12042007-173309/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020