Exportar registro bibliográfico

Estudo da toxidez do alumínio no solo por difusão em ácidos orgânicos (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SILVA, NAISE MARY CALDAS - IQSC
  • School: IQSC
  • Subject: ALUMÍNIO
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho descreve a amenização da toxicidade do alumínio nas raízes de trigo da espécie cv Anahuac usando como agentes complexantes os ácidos cítrico, oxálico, tartárico, maleico, malônico e seus respectivos sais de cálcio, fornecidos exogenadamente em solução pura. Quanto maior o efeito tóxico do alumínio menor será o crescimento radicular. O crescimento das raízes cultivadas em soluções nutritivas é exponencialmente afetado em concentração de alumínio superior a 3 µmol L-1. No entanto, em soluções nutritivas equimolares em metal, 20 µmol L-1, pH 4,5, o efeito dos diversos ácidos no crescimento radicular segue a ordem decrescente quanto à amenização da toxicidez: cítrico > oxálico > tartárico > malônico > maleico. Em soluções nutritivas contento os respectivos sais de cálcio propõe-se a seguinte ordem de amenização: citrato de cálcio > oxalato de cálcio > tartarato de cálcio > malonato de cálcio > maleato de cálcio tal como observado para os ácidos. No entanto, o crescimento radicular é maior na presença dos sais indicando maior eficiência em relação aos ácidos orgânicos puros. Sugere-se que a resposta da planta esteja associada ao aumento na mobilidade de cálcio e à neutralização do alumínio através do mecanismo de complexação organo-metálica. Em um segundo momento, investigou-se a mobilização do alumínio em amostras de solo ácido pela adição dos ácidos orgânicos, HL, e seus respectivos sais, CaL, o que causa a complexação do alumínio pelo ânion,AlL, devido às diferenças nas constantes de estabilidade. As frações eluídas contendo AlL após lixiviação com água foram determinadas por espectrofotometria na região do UV-Visível usando o complexante "aluminon" que indica diferenças na difusão do metal até a camada subsuperficial no solo em função do ácido ou sal utilizado. Os resultados apresentam uma concordância com aqueles obtidos pelo crescimento radicular concluindo que o ânion (Continuaçao) citrato é o mais eficiente na amenização da toxicidez do alumínio no solo ácido
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.03.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CALDAS, Naíse Mary; CHIERICE, Gilberto Orivaldo. Estudo da toxidez do alumínio no solo por difusão em ácidos orgânicos. 2005.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2005.
    • APA

      Caldas, N. M., & Chierice, G. O. (2005). Estudo da toxidez do alumínio no solo por difusão em ácidos orgânicos. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Caldas NM, Chierice GO. Estudo da toxidez do alumínio no solo por difusão em ácidos orgânicos. 2005 ;
    • Vancouver

      Caldas NM, Chierice GO. Estudo da toxidez do alumínio no solo por difusão em ácidos orgânicos. 2005 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020