Exportar registro bibliográfico

Efeitos da quercetina na lesão pulmonar induzida pela bleomicina (2004)

  • Autor:
  • Autor USP: MARTINEZ, JOSE ANTONIO BADDINI - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Assunto: DOENÇA PULMONAR (ESPECIALIDADE)
  • Language: Português
  • Abstract: A quercetina é um agente flavonóide encontrado em produtos de origem vegetal com propriedades antioxidantes, antiinflamatórias e antiproliferativas.No intuito de investigar os efeitos dessa droga sobre os processos inflamatórios pró-fibróticos induzidos pela administração intratraqueal de bleomicina, foram estudados 79 hamsters machos divididos em quatro grupos. O Grupo I recebeu salina intratraqueal (IT) e solvente intraperitoneal (IP). O Grupo II recebeu salina IT e quercetina IP (30 mg/kg/dia), iniciada três dias antes da manipulação IT, e mantida até a data do sacrifício. O Grupo III recebeu bleomicina IT (10 U/kg) e solvente IP, enquanto o Grupo IV foi tratado com bleomicina IT e quercetina IP. Os animais sobreviventes foram sacrificados 14 dias após a injeção IT de bleomicina. Nessa ocasião foi obtido tecido pulmonar para dosagens bioquímicas das espécies reativas do ácido tiobarbitúrico (TBARS), glutationa (GSH) e hidroxiprolina. Foi obtido igualmente material para a realização de estudos histológicos. Os animais do Grupo III apresentaram uma mortalidade significantemente superior a dos demais grupos (G,I: 0%; GII: 0%; G III: 44%; G IV: 15%). Os níveis teciduais de TBARS elevaram- se significantemente no Grupo III (6,63 ± 1,29 nmol/mg X '10 POT.-2') em relação aos demais grupos de animais. O uso de quercetina levou a queda significante do valor médio de TBARS do Grupo II (2,45 ± 0,60 nmol/mg X '10 POT.-2') em relação aos demais grupos. O emprego daquercetina no Grupo IV (TBARS: 5,80 ± 0,63 nmol/mg X '10 POT.-2') aboliu as elevações dos produtos da peroxidação lipídica observadas no Grupo III. OS valores medianos da GSH pulmonar não diferiram de maneira significante entre os quatro grupos estudados (G I: 39,09 nmol/mg X '10 POT.-2'; GII: 49,32 nmol/mg X '10 POT.-2'; G III: 23,52 nmol/mg X '10 POT.-2'; G IV: 22,08 nmol/mg X '10 POT.-2'). Os valores médios da hidroxiprolina pulmonar dos Grupos III em ... IV (G III: 201,6 ± 37,3 mg/g; G IV: 177,6 ± 20,3 mg/g) foram significantemente superiores aos dos Grupos I e II (G I: 109,6 ± 26,1 mg/g; GII: 117,5 ± 32,0 mg/g). Além disso, o valor médio da hidroxiprolina pulmonar do Grupo IV foi significantemente inferior à do Grupo III. Estudos morfométricos em biópsias coradas pela hematoxilina-eosina mostraram que o valor médio da espessura do septo alveolar do Grupo III foi significantemente maior do que as medidas dos demais grupos (G I: 3,01 ± 0,26; GII: 3,32 ± 0,24; G III: 16,88 ± 3,24; G IV: 5,16 ± 1,12). Os presentes resultados indicam que a quercetina inibiu os processos inflamatórios e pró-fibróticos secundários a administração de bleomicina e que tais efeitos foram devidos, pelo menos em parte, à redução na geração de produtos da peroxidação lipídica.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.12.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINEZ, José Antônio Baddini. Efeitos da quercetina na lesão pulmonar induzida pela bleomicina. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.
    • APA

      Martinez, J. A. B. (2004). Efeitos da quercetina na lesão pulmonar induzida pela bleomicina. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Martinez JAB. Efeitos da quercetina na lesão pulmonar induzida pela bleomicina. 2004 ;
    • Vancouver

      Martinez JAB. Efeitos da quercetina na lesão pulmonar induzida pela bleomicina. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021