Exportar registro bibliográfico

Vitamina A e infecção pelo HIV: avaliação longitudinal da perda urinária, do nível sérico e do impacto da reposição am altas doses de retinol (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: NEVES, FABIO FERNANDES - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: INFECÇÕES POR HIV; VITAMINA A; MICRONUTRIENTES
  • Language: Português
  • Abstract: A hipovitaminose A é bastante freqüente na população de pacientes infectados pelo HIV, sendo considerada fator prognóstico independente. Níveis séricos inferiores a 1,05 'mü'mol/L elevam o risco de óbito em 3,5 a 5 vezes. A perda renal desse nutriente parece exercer papel importante na fisiopatologia da hipovitaminose A, porém faltam estudos que avaliem essa perda de forma longitudinal. Este estudo teve os objetivos de avaliar, de forma prospectiva, a concentração sérica e a perda urinária de retinol, correlacionando-as com fatores ligados à evolução do complexo HIV/SIDA e determinar o impacto da administração parenteral de altas doses de vitamina A sobre a cinética da concentração sé rica e da perda urinária. Foram incluídos 21 pacientes de ambos os sexos, submetidos a acompanhamento clínico e nutricional e que tiveram perda urinária e níveis séricos de retinol quantificados nos tempos 0, 3, 6 e 9 meses. A reposição de vitamina A foi realizada de acordo com os valores do retinol sérico de jejum (R0). Os pacientes com R0 entre 1,05 e 1,6 'mü'mol/L receberam 300.000 unidades em dose única, aqueles com R0 menor que 1,05 'mü'mol/L receberam duas doses de 300.000 unidades, com intervalos de cinco dias. Os indivíduos com RO maior que 1,6 'mü'mol/L não receberam suplementação vitamínica. A prevalência inicial de hipovitaminose A foi de 9,5%. Todos os pacientes apresentaram perda urinária significativa e duradoura de retinol durante o seguimento, variando de 0,12 a0,97 'mü'mol/L, a qual se correlacionou com baixos níveis séricos de retinol, o que sugere uma relação causal. Essa perda foi maior nos indivíduos com quantificação plasmática de 'CD4 POT. +' inferior a 400 células/mL e tendeu a ser maior nos pacientes que estavam na vigência de tratamento anti-retroviral. Não houve correlação da perda urinária e do nível sérico de retinol com as variáveis carga viral do HIV, presença de infecções oportunistas, estado ... nutricional global, Idade, sexo e tempo do diagnóstico da infecção pelo HIV. Mesmo com a suplementação média de 771.428 UI de retinol por indivíduo, dose 3,8 vezes maior que a recomendada pela Organização Mundial de Saúde, seis pacientes terminaram o período do estudo com níveis séricos marginais de retinol e um manteve-se com hipovitaminose A. Concluiu-se que a administração parenteral de altas doses de vitamina A não acarretou em aumento sustentado dos níveis séricos desse nutriente, na maioria dos casos. Esse fato se deve, provavelmente, à grande e contínua perda renal desse nutriente, nos pacientes infectados pelo HIV. As doses ideais de retinol, para o tratamento de pacientes infectados pelo HIV, precisam ser estabelecidas e novos estudos são necessários para determinação dessas doses
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.09.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NEVES, Fábio Fernandes; FIGUEIREDO, José Fernando de Castro. Vitamina A e infecção pelo HIV: avaliação longitudinal da perda urinária, do nível sérico e do impacto da reposição am altas doses de retinol. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.
    • APA

      Neves, F. F., & Figueiredo, J. F. de C. (2004). Vitamina A e infecção pelo HIV: avaliação longitudinal da perda urinária, do nível sérico e do impacto da reposição am altas doses de retinol. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Neves FF, Figueiredo JF de C. Vitamina A e infecção pelo HIV: avaliação longitudinal da perda urinária, do nível sérico e do impacto da reposição am altas doses de retinol. 2004 ;
    • Vancouver

      Neves FF, Figueiredo JF de C. Vitamina A e infecção pelo HIV: avaliação longitudinal da perda urinária, do nível sérico e do impacto da reposição am altas doses de retinol. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021