Exportar registro bibliográfico

Determinantes de mortalidade a curto prazo de estado de Mal Epiléptico: um estudo prospectivo de 105 casos (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: STELZER, FERNANDO GUSTAVO - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: ESTADO EPILÉPTICO (MORTALIDADE;ESTUDO); NEUROLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Estado de Mal Epiléptico (EME) é uma emergência médica e neurológica, relacionada com morbidade e mortalidade significativas, mesmo nos dias de hoje. Esta condição pode se manifestar em indivíduos previamente epilépticos, como também em associação com patologias sistêmicas e neurológicas, agudas ou crônicas. Diversos estudos epidemiológicos apontam para a redução dos índices de mortalidade relacionados ao EME nos últimos anos. Apesar de haver dados importantes em relação aos determinantes de prognóstico relacionados com EME, como idade, duração das Crises Epilépticas e etiologia, ainda há controvérsias neste sentido. No Brasil, não existem estudos relacionados com mortalidade associada ao EME, bem como aos seus determinantes de prognóstico. Com o propósito de avaliar a mortalidade relacionada ao EME, bem como os fatores determinantes da mesma, conduzimos um estudo prospectivo em um Hospital Universitário em Ribeirão Preto, São Paulo, incluindo 105 pacientes, no período de fevereiro a dezembro de 2000. Neste estudo, foram incluídos todos os indivíduos com Crises Epilépticas com duração superior a 30 minutos, avaliados com EEG. Mortalidade foi definida como a presença de óbito no momento da alta hospitalar. Nesta amostra, EME ocorreu em todas as faixas etárias (predominando em adultos), especialmente em indivíduos previamente epilépticos (52,4%). Crises Epilépticas com manifestações focais foram descritas em aproximadamente 60% dos casos. Neste estudo, oíndice de mortalidade foi de 36,2%, superior ao verificado em estudos prévios na Literatura Médica. Em análise univariada, mortalidade foi significativamente associada com idade, antecedente de Epilepsia, presença de Crises Parciais Complexas, etiologia, presença de lesões no SNC em exames de imagem, número de drogas prescritas até o controle do EME, recorrência e refratariedade do EME, presença de complicações clínicas e classificação focal do EME. Em ... análise multivariada, somente a presença de complicações clínicas relacionou-se significativamente com prognóstico. Gênero, duração de Crises Epilépticas e características eletrográficas (padrão, topografia e evolução) não se relacionaram com mortalidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.11.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      STELZER, Fernando Gustavo; FERNANDES, Regina Maria França. Determinantes de mortalidade a curto prazo de estado de Mal Epiléptico: um estudo prospectivo de 105 casos. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.
    • APA

      Stelzer, F. G., & Fernandes, R. M. F. (2004). Determinantes de mortalidade a curto prazo de estado de Mal Epiléptico: um estudo prospectivo de 105 casos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Stelzer FG, Fernandes RMF. Determinantes de mortalidade a curto prazo de estado de Mal Epiléptico: um estudo prospectivo de 105 casos. 2004 ;
    • Vancouver

      Stelzer FG, Fernandes RMF. Determinantes de mortalidade a curto prazo de estado de Mal Epiléptico: um estudo prospectivo de 105 casos. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020