Exportar registro bibliográfico

A linguagem escrita do livro didático de ciências de 8a. série do ensino fundamental (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: APOSTOLICO, MARIA COVADONGA LOPEZ - ENSCIENC
  • Unidades: ENSCIENC
  • Subjects: ENSINO E APRENDIZAGEM; LINGUAGEM ESCRITA; QUÍMICA; FÍSICA (ESTUDO E ENSINO)
  • Language: Português
  • Abstract: A pesquisa realizada buscou conhecer a linguagem da disciplina de Química em livros didáticos de ciências da 8a. série do Ensino Fundamental. No estudo de ciências, o aluno, cuja linguagem expressa sua forma de pensar e ver o mundo, é introduzido numa nova cultura, diferente do senso comum e que possui uma linguagem própria, a científica. Analisa livros didáticos que envolvem a linguagem de senso comum do aluno e a linguagem científica, com a intenção de perceber se a linguagem do livro está de acordo com o nível cognitivo do aluno que os utiliza e se constitui obstáculos epistemológicos à aprendizagem de conceitos de ciências. A pesquisa tem, também, como objetivo analisar se a linguagem do livro didático pode ofuscar a ruptura entre o conhecimento comum e o conhecimento científico e se os conceitos científicos abordados relacionam-se com a aplicação prática. Para esta finalidade foram selecionados dois livros didáticos de ciências de grande tiragem nacional em 2002. A metodologia utilizada na análise é a Análise de Conteúdo de Bardin numa abordagem qualitativa. Analisa a linguagem dos livros pelos termos: fusão/derreter, combustão/queimar, ebulição/ferver e misturar/dissolver. Como referencial teórico utiliza as idéias de obstáculo epistemológico e ruptura de Bachelard e desenvolvimento cognitivo de Piaget, considerando a linguagem de fundamental importância na formação de conceitos. Como resultado da análise da linguagem escrita do livro didático, verifica evidênciasque apontam que esta pode vir a reforçar o conhecimento de senso comum do aluno por constituir obstáculos epistemológicos à aprendizagem de conceitos científicos. Percebe-se que o texto destes livros não procura em geral esclarecer diferenças entre a linguagem da ciência e a linguagem comum dificultando a percepção do rompimento do conhecimento científico com o conhecimento comum. A linguagem empregada é na maioria das vezes abstrata e ) distante do nível cognitivo do aluno. As aplicações práticas aparecem geralmente como ilustrações e não como questões dificultando a percepção da relação entre o conhecimento científico, a tecnologia e a sociedade. A pesquisa sugere uma atenção especial para os casos apontados e pretende estar contribuindo com os autores dos livros didáticos de Ciências quanto ao uso criterioso da linguagem e com os professores na reflexão de sua práitca educativa e utilização dos mesmos e, consequentemente, com a melhora na qualidade do ensino nas escolas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.06.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      APOSTÓLICO, Maria Covadonga López; PITOMBO, Luiz Roberto de Moraes. A linguagem escrita do livro didático de ciências de 8a. série do ensino fundamental. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Apostólico, M. C. L., & Pitombo, L. R. de M. (2004). A linguagem escrita do livro didático de ciências de 8a. série do ensino fundamental. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Apostólico MCL, Pitombo LR de M. A linguagem escrita do livro didático de ciências de 8a. série do ensino fundamental. 2004 ;
    • Vancouver

      Apostólico MCL, Pitombo LR de M. A linguagem escrita do livro didático de ciências de 8a. série do ensino fundamental. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020