Exportar registro bibliográfico

Aplicação de equações de modelos mistos em testes clonais de Eucalyptus spp (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: GARCIA, CARLOS HENRIQUE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCE
  • Subjects: COMPONENTES DE VARIÂNCIA; CLONAGEM; EUCALIPTO; GENÉTICA ESTATÍSTICA; SELEÇÃO GENÉTICA; VEROSSIMILHANÇA
  • Language: Português
  • Abstract: A avaliação genética dos candidatos à seleção é um processo fundamental ao melhoramento genético de plantas e animais. Em plantas perenes, a seleção propriamente dita deve basear-se nos valores genéticos aditivos (quando o interesse é a propagação sexuada dos indivíduos selecionados) e genotípicos (quando o interesse é a propagação assexuada dos indivíduos selecionados) preditos de todos os indivíduos avaliados em campo. As técnicas ótimas de avaliação genética envolvem simultaneamente a predição de valores genéticos e a estimação de componentes de variância, sob modelos estatísticos em nível de indivíduos. O procedimento ótimo e padrão para predição de valores genéticos é o BLUP (melhor predição linear não viciada) individual, usando estimativas de componentes de variância obtidas pelo método da máxima verossimilhança restrita (REML) sob modelo individual. No presente estudo, foram testados 312 clones de um experimento de Eucalyptus spp in-stalado em Eunápolis, BA, incluindo as espécies grandis, pellita e híbridos urograndis aos 7 anos de idade. Com o objetivo de selecionar os melhores clones foi obtida a Melhor Predição Linear não Viesada (BLUP) dos efeitos genotípicos via metodologia de modelos mistos e estimados os componentes de variância e parâmetros genotípicos pelo processo da Máxima Verossimilhança Restrita (REML). O vetor de soluções das equações de modelos mistos processadas pelo programa SELEGEN, desenvolvido pela Embrapa, apresenta osefeitos genotípicos preditos, ganhos de seleção e valores genotípicos preditos para cada clone. A seleção dos clones com desempenho relativo superior a 80% resultou numa nova média para volume igual a 0,519 m3 correspondendo a um aumento de 22,8% em relação à média das testemunhas (clones de E. grandis, origem Rio Claro), que foi de 0,415 m3, e ganho de 36,8% em relação à média do experimento, que foi equivalente a ) 0,380 m3. Foram selecionados 26 clones, sendo 23 procedentes da Aracruz (E. urograndis), dois de Avaré (híbridos de E. urophylla) e um originário de Cardwell, Austrália (E. grandis puro)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.11.2004
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, Carlos Henrique; NOGUEIRA, Maria Cristina Stolf. Aplicação de equações de modelos mistos em testes clonais de Eucalyptus spp. 2004.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-06012005-144944/ >.
    • APA

      Garcia, C. H., & Nogueira, M. C. S. (2004). Aplicação de equações de modelos mistos em testes clonais de Eucalyptus spp. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-06012005-144944/
    • NLM

      Garcia CH, Nogueira MCS. Aplicação de equações de modelos mistos em testes clonais de Eucalyptus spp [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-06012005-144944/
    • Vancouver

      Garcia CH, Nogueira MCS. Aplicação de equações de modelos mistos em testes clonais de Eucalyptus spp [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11134/tde-06012005-144944/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021