Exportar registro bibliográfico

Aplicação de técnicas de classificação para detecção e mensuração da expansão urbana da Região Metropolitana de São Paulo entre 1991 e 2002 (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: OHATA, ARLETE TIEKO - EP
  • Unidades: EP
  • Sigla do Departamento: PTR
  • Subjects: SENSORIAMENTO REMOTO; GEOPROCESSAMENTO; USO DO SOLO
  • Language: Português
  • Abstract: Para um acompanhamento temporal da expansão urbana, o sensoriamento remoto é um instrumento de grande valia no auxílio às pesquisas de expansão de áreas de grande extensão, pois agrega ao estudo de áreas urbanas a possibilidade do uso de informações de abrangência regional e com boa freqüência temporal. O objetivo deste trabalho é apresentar uma metodologia de extração de informações para detecção e mensuração das mudanças das classes de uso do solo, utilizando dados de sensoriamento remoto para identificar e mensurar o crescimento urbano em grandes áreas. A área de estudo abrange a Região Metropolitana de São Paulo - RMSP, localizada na Região Sudeste do Brasil, com aproximadamente 8.000km2 . Para a análise temporal, as imagens de satélite utilizadas foram LANDSAT - 5 TM, datada de 23/10/1991, e LANDSAT - 7 ETM, datada de 20/04/2002. Foram reconhecidas 4 classes básicas: vegetação, solo exposto, água e urbano. Para este fim, foi escolhida como área de concentração da pesquisa as técnicas de agrupamento utilizadas em classificação não supervisionada, destacando a aplicação dos algoritmos de agrupamento K-MEDIA e ISODATA, para o reconhecimento de padrões dos tipos de cobertura e uso do solo que estão representados na imagem. Estes algoritmos foram testados para avaliar a performance de cada um no reconhecimento das classes. Outro teste foi aplicado para definir os parâmetros de agrupamento e avaliar o grau de separabilidade das classes em função destes. Com asduas classificações obtidas foram produzidos dois mapas de cobertura e uso do solo com 4 classes identificadas: vegetação, solo exposto, urbano e água. Utilizando métodos de pós classificação foi possível detectar e quantificar as alterações ocorridas entre as classes no período de 10 anos. ) Conclui-se que a expansão da Região Metropolitana de São Paulo foi de aproximadamente 13% e que a expansão urbana, em grande parte, foi devida às alterações de áreas vegetadas e solo exposto para classe urbana
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.10.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OHATA, Arlete Tieko; QUINTANILHA, José Alberto. Aplicação de técnicas de classificação para detecção e mensuração da expansão urbana da Região Metropolitana de São Paulo entre 1991 e 2002. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Ohata, A. T., & Quintanilha, J. A. (2004). Aplicação de técnicas de classificação para detecção e mensuração da expansão urbana da Região Metropolitana de São Paulo entre 1991 e 2002. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ohata AT, Quintanilha JA. Aplicação de técnicas de classificação para detecção e mensuração da expansão urbana da Região Metropolitana de São Paulo entre 1991 e 2002. 2004 ;
    • Vancouver

      Ohata AT, Quintanilha JA. Aplicação de técnicas de classificação para detecção e mensuração da expansão urbana da Região Metropolitana de São Paulo entre 1991 e 2002. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019