Exportar registro bibliográfico

Ácaros (Acari) associados a mirtáceas (Myrtaceae) em áreas de cerrado no Estado de São Paulo com ênfase nas famílias Phytoseiidae e Tarsonemidae (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: LOFEGO, ANTONIO CARLOS - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: ÁCAROS; CERRADO
  • Language: Português
  • Abstract: A vegetação natural pode abrigar uma grande diversidade de ácaros, inclusive potenciais pragas agrícolas e seus inimigos naturais. O conhecimento das espécies que ocorrem nestas áreas pode ser de grande importância em programas que busquem um equilíbiro biológico também em agroecossistema. O presente teve como objetivos determinar os gêneros e espécies de ácaros que ocorrem em Myrtaceae nativas no cerrado paulista, assim como, avaliar alguns aspectos ecológicos e biológicos das espécies encontradas. Foram realizadas coletas de ácaros em 8 espécies de mirtáceas de 3 áreas de cerrado no estado de São Paulo, nos municípios de São Carlos, Pirssununga e Luiz Antônio. Foram realizadas 4 coletas no ano de 2000, uma em cada estação. Em cada uma foram amostradas folhas, flores e frutos (os 2 últimos quando presentes) de 3 plantas de cada espécie em cada sítio. Foram ainda realizaadas coletas complementares nos anos de 2001 e 2002. Todos os ácaros coletados, exceto aqueles da ordem Oribatida, foram identificados até gêneros. Aqueles das famílias Phytoseiidae e Tarsonemidae foram identificados até espécie. Foram determinados os índices de dominância, abundância, freqüência e diversidade das espécies de Phytoseiidae e Tarsonemidae coletadas. As tacas de ociposição dos predadores Amblyseius acalyphus Denmark & Muma e Amblyseius neochiapensis Lofego, Moraes & McMurtry (Phytoseiidae) foram avaliadas quando estes foram alimentados com uma combinação de todos osestágios dos ácaros Brevipalpus phoenicis (Geijskes), Oligonychus psidii Flechtmann e Tetranychus urticae Koch, e pólen de Typha angustifolia L.. Ao todo, foram encontrados 49 gêneros de ácaros pertencentes a 14 famílias. Foram encontradas 18 espécies de Phytoseiidae de 12 gêneros e 20 espécies de 6 gêneros de Tarsonemidae. Todas as espécies de Phytoseiidae encontradas já haviam sido descritas, mas 12 das espécies de Tarsonemidae foram determinadas como novas para a ciência, 3 das quais são descritas neste trabalho. As espécies mais abundantes de fitoseídeos foram Euseius citrifolius Denmark & Muma, Neoseiulus bellottii (Moraes & Mesa) Amblyseius acalyphus Denmark & Muma. As espécies mais abundantes de Tarsonemidae foram Daidalotarsonemus tesselatus DeLeon, Daidalotarsonemus sp. nov. e Metatarsonemus sp. nov.. Os maiores índices de diversidade de fitoseídeos e tarsonemídeos foram constatados no outono; os menores índices foram constatados no inverno para fitoseídeos e na primavera para os tarsonemídeos. Considerando-se conjuntamente todas as coletas realizadas, os índices de diversidade de fitoseídeos e tarsonemídeos foram bastante semelhantes, próximos de 2,0. As avaliações de oviposição mostraram que A. neochiapensis põe mais ovos que A. acalyphus com quaisquer dos alimentos testados, e ambas as espécies tem as maiores taxas de oviposição quando alimentas com pólen. Entretanto, de maneira geral, asoviposições de ambas as espécies predadoras, quando alimentadas com presas testadas, foram baixas se comparadas a outros resultados disponíveis na literatura. As comunidades de fitoseídeos apresentaram diferentes estruturas em épocas, locais e substratos vegetais diferentes, com diferentes espécies dominantes em cada situação. Diferenças também foram notadas nas comunidades de tarsonemídeos; porém, neste caso uma única espécie, D. tesselatus, sempre esteve entre as dominantes em quase todas as situações analisadas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.09.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOFEGO, Antonio Carlos; MORAES, Gilberto José de. Ácaros (Acari) associados a mirtáceas (Myrtaceae) em áreas de cerrado no Estado de São Paulo com ênfase nas famílias Phytoseiidae e Tarsonemidae. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Lofego, A. C., & Moraes, G. J. de. (2004). Ácaros (Acari) associados a mirtáceas (Myrtaceae) em áreas de cerrado no Estado de São Paulo com ênfase nas famílias Phytoseiidae e Tarsonemidae. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lofego AC, Moraes GJ de. Ácaros (Acari) associados a mirtáceas (Myrtaceae) em áreas de cerrado no Estado de São Paulo com ênfase nas famílias Phytoseiidae e Tarsonemidae. 2004 ;
    • Vancouver

      Lofego AC, Moraes GJ de. Ácaros (Acari) associados a mirtáceas (Myrtaceae) em áreas de cerrado no Estado de São Paulo com ênfase nas famílias Phytoseiidae e Tarsonemidae. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021