Exportar registro bibliográfico

Reações diferenciais a herbívoros galhadores em espécies de Melastomataceae (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: VECCHI, CLAUDIA - IB
  • Unidade: IB
  • Subjects: GALHA; ANGIOSPERMAS; FLAVONÓIDES; HYMENOPTERA; LIPÍDEOS
  • Language: Português
  • Abstract: Galhas são modelos de studo de interações inseto-planta extremamente ricos na possibilidade de gerar informações a respeito das reações vegetais ao estresse biológico. Plantas de regiões áridas e sujeitas à alta incidência luminosa possuem inúmeras características estruturais e químicas que as defendem do ataque de herbívoros. Entretanto vários são os registros em literatura que demonstram a diversidade de galhas neste tipo de ambiente. O presente trabalho visou caracterizar um himenopterocecídio politálamo em Miconia albicans - Melastomataceae coletado na Serra do Cipó-MG, com intuito de estabelecer paralelos entre as alterações estruturais e químicas dos tecidos não afetados com os cecidogênicos, em decorrência do hábito mastigador do himenóptero galhador. Dentre as alterações estruturais e químicas desencadeadas nos sistemas de revestimento, fundamental e vascular com a formação da galha, destaca-se a presença de tecido nutritivo com reservas lipídicas e a neosíntese de flavanóis. Com estas alterações, os tecidos vegetais possibilitam ao inseto benefícios como alimento e proteção contra inimigos naturais durante as fases larvais e de pupa, além de facilidades para a emergência do adulto. Lepidopterocecídios em Melastomataceae apresentam projeções superficiais, cuja interpretação estrutural tem sido pouco estudada. De modo a avaliar o padrão morfogenético e a estrutura destas projeções, galhas presentes em Macairea radula (Bompl.) Dc,Miconia elegans Cogn., Tibouchina pulchra (Cham.) Cong. e Tibouchina regnelli Cong. (Melastomataceae), foram analisadas anatomicamente. As projeções apresentam epiderme uniestratificada com estômatos anomocíticos, parênquima clorofiliano, sistema vascular com desenvolvimento basípeto, composto por xilema envolto parcial ou totalmente por floema. A partir do conjunto de características anatômicas estudadas, sugere-se o termo neoformação foliar, para o conjunto de projeções que ornamentam as galhas entomógenas da quatro espécies de Melastomataceae estudadas, pois seu desenvolvimento apresenta similaridades à organização estrutural foliar. A galha equinata induzida por um microlepidóptero em Tibouchina pulchra. possui tecido nutritivo típico com reserva lipídica. As organelas presentes são complexo de Golgi, retículo endoplasmático, lisossomos, mitocôndias, plastos e grandes vacúolos centrais. Não foram observados núcleos nas células nutritivas. Entretanto, a grande quantidade de retículos endoplasmáticos e mitocôndrias é um indcício da alta atividade metabólica destas células. As células nutritivas não sofrem necrose ou qualquer outra manifestação de cicatrização o que demonstra o sincronismo do desenvolvimento do tecido nutritivo com o desenvolvimento da larva do microlepidóptero. As galhas com aspecto de roseta induzida por um microlepidóptero nos caules de Tibouchina pulchra pode ser dividida em tråes regiões: 1) regiãoda galeria presente no entrenó que precede a porção externa da galha; 2) região do meristema neoformado, primórdios foliares e folhas neoformadas, e córtex adjacente ao meristema e bases foliares, 3) região diretamente relacionada à nutrição do indutor, a qual possui uma loja dividida em dois átrios revestidos por tecido nutritivo, protegidos por camadas de esclereídes. As folhas neoformadas apresentam características semelhantes às folhas não afetadas, entretanto não apresentam pecíolo. Com relação a anatomia apresentam epiderme uniestratificada, hipoderme e o mesofilo dorsiventral. A galha apresenta características intermediárias entre mina e galha indicadas pela presentça da galeria. Embora o galhador obtenha alimento e abrigo em, praticamente, todas as fases de desenvolvimento, sua emergência ainda em fase imatura demonstra uma desvantagem tendo em vista que pode ser vulnerável a inimigos naturais nesta fase
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.09.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VECCHI, Claudia; MENEZES, Nanuza Luiza de; ISAIAS, Rosy Mary dos Santos. Reações diferenciais a herbívoros galhadores em espécies de Melastomataceae. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Vecchi, C., Menezes, N. L. de, & Isaias, R. M. dos S. (2004). Reações diferenciais a herbívoros galhadores em espécies de Melastomataceae. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Vecchi C, Menezes NL de, Isaias RM dos S. Reações diferenciais a herbívoros galhadores em espécies de Melastomataceae. 2004 ;
    • Vancouver

      Vecchi C, Menezes NL de, Isaias RM dos S. Reações diferenciais a herbívoros galhadores em espécies de Melastomataceae. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021