Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito do manejo na diversidade genética de populações naturais de Tabebuia cassinoides LAM (DC), por marcadores isoenzimáticos (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAVALLARI NETO, MARIO - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: ÁRVORES FLORESTAIS; VARIAÇÃO GENÉTICA; MANEJO FLORESTAL; ESTATÍSTICAS ESPACIAIS
  • Language: Português
  • Abstract: Populações naturais de Tabebuia cassinoides Lam (DC) vem sedo intensivamente exploradas a mais de 70 anos, sendo que atualmente restam poucas populações em condições de exploração comercial. Contudo, a pressão para a contínua exploração das populações remanescentes permanece, embora estudos recentes venham indicando que a intensidade de exploração adotada está causando forte perda de diversidade genética. Assim, o objetivo deste trabalho foi estudar os impactos do manejo nos níveis de diversidade genética de populações naturais de T. cassinoides, usando dados de isoenzimas de amostras de árvores adultas de sete populações, sendo quatro naturais e três manejadas, procedentes do Vale do Ribeira-SP. Foram amostradas aproximadamente 60 árvores por populações, com exceção de uma população, onde foram amostradas 100 árvores e medido o diâmetro a altura do peito (DAP) de cada árvore. Os efeitos do manejo foram avaliados simulando-se diferentes intensidades de desbaste em função de classes de DAP e retenção de diferentes tamanhos populacionais por hectare (20, 30, 50, 75 e 100 genótipos). Os diferentes cenários foram avaliados comparando-se os índices porcentagem de locos polimórficos (), número médio de alelos por locos (), heterozigosidade observada () e esperada em equilíbrio de Hardy-Weinberg () e índice de fixação (). A estrutura genética espacial intrapopulacional de cinco das sete populações foi estuda amostrando-se 12 a 20 grupos aleatórios, formados pelas cincoárvores mais próximas. Em cinco populações as coordenadas geográficas das árvores amostradas foram registradas (usando GPS) para o estudo da distribuição espacial dos genótipos. T. cassinoides apresenta altos níveis de diversidade genética (=3,1; =0,455; =0,445) quando comparada a outras espécies arbóreas tropicais. Comparando as médias das populações naturais e manejadas, foram detectados maiores níveis de ) diversidade genética nas populações naturais (=2,64; =0,491; =0,504), relativamente as manejadas (=2,29; =0,406; =0,353). A maior parte da diversidade genética encontra-se dentro das populações (mínimo 27,6%). Nas populações naturais, 12,8% da diversidade genética encontra-se entre populações e nas manejadas e 28,4%. Dentro das populações naturais, 12,3% da diversidade genética encontra-se entre grupos e nas manejadas 9,7% encontrava-se entre grupos, sugerindo que a coancestria média dentro das populações aproxima-se da esperada em meios-irmãos (0,125) e, portanto, que existe estrutura genética espacial nas populações de T. cassinoides. Igualmente, a análise da distribuição espacial dos genótipos por autocorrelação espacial detectou indícios significativos de estruturação genética espacial até a distância aproximada de 50 m de raio. Na estimativa dos índices de diversidade genética para cinco classes diamétricas não foram detectadas correlações significativas entre as classes diamétricas e os índices e . Contudo, associações significativasforam detectadas entre as classes diamétricas e os índices (AˆoHˆeHˆfˆAˆeHˆoHˆAˆeHˆoHˆAˆeHˆoHˆAˆeHˆoHˆrˆ=0,813) e (fˆ910,0ˆ−=r), sugerindo que árvores de maiores classes diamétricas apresentam maiores heterozigosidades e existe provável seleção para heterozigotos. Simulando a retenção de diferentes tamanhos amostrais por hectares, observou-se que todos os parâmetros genéticos foram afetados e que é necessário reter aproximadamente 75 árvores por hectare para que os efeitos negativos em relação à população base sejam baixos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAVALLARI NETO, Mario; KAGEYAMA, Paulo Yoshio. Efeito do manejo na diversidade genética de populações naturais de Tabebuia cassinoides LAM (DC), por marcadores isoenzimáticos. 2004.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-24112004-101125/ >.
    • APA

      Cavallari Neto, M., & Kageyama, P. Y. (2004). Efeito do manejo na diversidade genética de populações naturais de Tabebuia cassinoides LAM (DC), por marcadores isoenzimáticos. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-24112004-101125/
    • NLM

      Cavallari Neto M, Kageyama PY. Efeito do manejo na diversidade genética de populações naturais de Tabebuia cassinoides LAM (DC), por marcadores isoenzimáticos [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-24112004-101125/
    • Vancouver

      Cavallari Neto M, Kageyama PY. Efeito do manejo na diversidade genética de populações naturais de Tabebuia cassinoides LAM (DC), por marcadores isoenzimáticos [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-24112004-101125/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019