Exportar registro bibliográfico

Efeitos da L-arginina sobre a hipertensão pulmonar induzida por microembolia pulmonar aguda em ratos (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: COSTA, DÉBORA CRISTINE SOUZA DA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: FARMACOLOGIA CLÍNICA; FARMACOLOGIA MOLECULAR
  • Language: Português
  • Abstract: A embolia pulmonar aguda (EPA) é uma séria complicação resultante da migração de êmbolos para os pulmões e obstrução dos vasos pulmonares. A causa primária de morte na EPA é decorrente do desenvolvimento da falência aguda do lado direito do coração devido ao aumento da resistência vascular pulmonar (RVP). Os mecanismos responsáveis pelo aumento da RVP e conseqüente produção de hipertensão arterial pulmonar (HAP) incluem obstrução vascular pelo material embólico bem como ativa vasoconstrição mediada por potentes substâncias vasoconstritoras. O óxido nítrico (NO) é um importante vasodilatador que pode ser liberado durante a EPA. A L-arginina é o substrato para NO sintase endotelial, que oxida este aminoácido em L-citrulina e óxido nítrico, um poderoso vasodilatador com propriedades antiplaquetárias e redutoras da adesão leucocitária ao endotélio. Alguns estudos demonstraram que o NO endógeno desempenha um papel importante na vigência de HAP e que a L-arginina é capaz de reduzir a pressão arterial pulmonar (PAP) e a resistência vascular pulmonar (RVP) em pacientes com HAP. Efeitos antioxidante da L-arginina também já foram demonstrados. Já foi demonstrado que ocorre um aumento do stress oxidativo na vigência de tromboembolia pulmonar em camundongos, porém ainda não foi demonstrado se este aumento ocorre durante a EPA. O stress oxidativo também é capaz de aumentar a atividade de metaloproteinases, porém estudos da atividade de metaloproteinases durante a EPAainda não foram realizados. Assim, este trabalho foi realizado visando determinar se a L-arginina é capaz de atenuar a HAP produzida por microembolia pulmonar aguda em um modelo de perfusão de pulmões isolados de ratos. Além disso, foram avaliados o grau de stress oxidativo e atividade de metaloproteinases durante a EPA e os efeitos da L-arginina nessas condições. Os resultados mostraram que a administração de L-arginina previamente a EPA foi capaz de ... atenuar os aumentos da PAP produzidos pela EPA. O grupo embolia elevou a PMAP em aproximadamente 19 mmHg dos valores basais, enquanto os grupos que receberam L-arginina anteriormente à EPA nas concentrações finais 0,5 mM, 3 mM e 10 mM atenuaram a PMAP em 39%, 26% e 35%, respectivamente (P<0,05). Esses efeitos foram mediados pela produção de NO, uma vez que, a inibição da NOS pelo L-NAME inibiu os efeitos da L-arginina. A EPA produziu um aumento do stress oxidativo. Porém, a L-arginina foi capaz de atenuar a produção do stress oxidativo, sugerindo uma redução na produção de radicais livres que agravam a HAP. Esses efeitos também foram mediados pelo NO, uma vez que a inibição da NOS pelo L-NAME aboliu os efeitos da L-arginina. Durante a EPA também ocorreu um aumento na atividade de metaloproteinases (MMP-2 e MMP-9), e a L-arginina foi capaz de atenuar a atividade destas enzimas. Esses resultados sugerem que a L-arginina pode contribuir para a atenuação da hipertensão arterial pulmonar induzidapor EPA, além de possuir propriedades antioxidantes e redutora da atividade de metaloproteinases durante a embolia pulmonar aguda
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.07.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA, Débora Cristine Souza da; SANTOS, José Eduardo Tanus dos. Efeitos da L-arginina sobre a hipertensão pulmonar induzida por microembolia pulmonar aguda em ratos. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.
    • APA

      Costa, D. C. S. da, & Santos, J. E. T. dos. (2004). Efeitos da L-arginina sobre a hipertensão pulmonar induzida por microembolia pulmonar aguda em ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Costa DCS da, Santos JET dos. Efeitos da L-arginina sobre a hipertensão pulmonar induzida por microembolia pulmonar aguda em ratos. 2004 ;
    • Vancouver

      Costa DCS da, Santos JET dos. Efeitos da L-arginina sobre a hipertensão pulmonar induzida por microembolia pulmonar aguda em ratos. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021