Exportar registro bibliográfico

Vulnerabilidade às IST / aids entre atiradores do serviço militar obrigatório: uma apreciação sociocomportamental (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: PETRILLI FILHO, JOSÉ FERNANDO - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERP
  • Subjects: INFECÇÕES POR HIV; DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS
  • Language: Português
  • Abstract: que praticaram coito oral; 28% não utilizaram preservativo na última vez que praticaram coito vaginal ou anal; 3,5% já apresentaram corrimento, feridas, verrugas ou bolhas em seus órgãos genitais; 56,5% desejam receber orientações sobre IST/aids de profissionais de saúde; 54,1% consideram o fato de manter relações sexuais com quem confiam uma barreira no uso do preservativo; 71,8% percebem como sendo nula ou baixa a vulnerabilidade pessoal ao HIV. Os dados ) sociocomportamentais apresentados demonstram a vulnerabilidade às IST/aids entre os atiradores estudados, assim evidenciando a necessidade de ações de educação em saúde junto aos mesmosAtualmente, estimativas da Organização das Nações Unidas para Prevenção e Controle da Aids (UNAids), apontam para a existência de mais de 40 milhões de soropositivos no mundo. Sendo a adolescência uma fase que se caracteriza pela expressão mais efetiva da sexualidade e dos impulsos sexuais em função da maturidade sexual, estes vêm constituindo-se grupo prioritário nas ações de prevenção. Nesse contexto, a Coordenação Nacional de Doenças Sexualmente Transmissíveis/AIDS (CN-DST/AIDS) e o Ministério do Exército do Brasil, firmaram em 1996, um convênio visando ações na área de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST)/aids junto às Forças Armadas. O presente estudo objetivou investigar e compreender aspectos relacionados à vulnerabilidade às IST/aids entre atiradores do serviço militar obrigatório, bem como caracterizar a população nos aspectos pertinentes às condições socioeconômicas, práticas sexuais, ocorrência de IST e prevenção às IST/aids, com vistas a uma apreciação sociocomportamental. Para tanto o presente estudo constitui-se do tipo survey, o qual permite a obtenção de informações quanto à prevalência, distribuição e inter-relação de variáveis no âmbito de uma população. Dentre os resultados, destacam-se: 36,5% com idade de 18 anos; 64,7% com segundo grau de escolaridade completo; 23,5% pertencem aos estratos sociais "C" e "D"; 88,2% referem já ter vivenciada a primeira relação sexual; 53,3% não fizeram uso do preservativo na última vez
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.2004
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PETRILLI FILHO, José Fernando; BUENO, Sonia Maria Villela. Vulnerabilidade às IST / aids entre atiradores do serviço militar obrigatório: uma apreciação sociocomportamental. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-12062006-170643/ >.
    • APA

      Petrilli Filho, J. F., & Bueno, S. M. V. (2004). Vulnerabilidade às IST / aids entre atiradores do serviço militar obrigatório: uma apreciação sociocomportamental. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-12062006-170643/
    • NLM

      Petrilli Filho JF, Bueno SMV. Vulnerabilidade às IST / aids entre atiradores do serviço militar obrigatório: uma apreciação sociocomportamental [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-12062006-170643/
    • Vancouver

      Petrilli Filho JF, Bueno SMV. Vulnerabilidade às IST / aids entre atiradores do serviço militar obrigatório: uma apreciação sociocomportamental [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22131/tde-12062006-170643/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021