Exportar registro bibliográfico

O uso da orientação em intervenções clínicas por terapeutas comportamentais experientes e pouco experientes (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated author: DONADONE, JULIANA CRISTINA - IP
  • School: IP
  • Sigla do Departamento: PSC
  • Subjects: TERAPEUTAS; TERAPIA COMPORTAMENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: Há interesse crescente não só no estudo dos resultados de psicoterapias, mas também nos processos responsáveis pelos resultados obtidos. De uma perspectiva analítico-comportamental discute-se se o processo de mudança psicoterápica se dá por formulação (e seguimento) de novas regras ou pela conseqüenciação direta de comportamentos emitidos na interação terapêutica. Mudanças ocorridas após orientação do terapeuta seriam governadas por regras. Por orientação entende-se uma descrição do comportamento feita pelo falante a ser executada pelo ouvinte com descrição explícita ou implícita das conseqüências da ação. A auto-orientação seria uma descrição feita pelo falante (nesta pesquisa, o cliente) a ser executado por ele mesmo. A pesquisa teve por objetivo analisar o efeito de quatro variáveis sobre o comportamento de orientar: a) formação teórica comportamental; b) experiência; c) clientes; d) temas abordados ou outras flutuações entre sessões. Participaram desta pesquisa seis terapeutas comportamentais pouco experientes e três experientes. Cada um gravou três sessões com três clientes adultos sem diagnóstico específico. As sessões foram transcritas e categorizadas, tendo sido contados o número de palavras e de falas com orientação e auto-orientação e seus subtipos. Os terapeutas comportamentais experientes orientaram significativamente mais seus clientes que os pouco-experientes. No entanto os terapeutas experientes apresentaram maior variabilidade em relação aouso dessa estratégia Apenas um dos terapeutas experientes orientou bastante todos seus clientes em todas as sessões. Os clientes de outro dos terapeutas experientes se auto-orientaram significativamente mais que os clientes dos outros terapeutas experientes e pouco-experientes. Quanto aos subtipos de orientações tanto terapeutas experientes como pouco-experientes orientaram mais para ação específica do que para ação genérica, encobertos ou tarefas. ) Entre os experientes e pouco-experientes ocorreram diferenças significativas referentes aos subtipos orientação para ação específica e orientação para tarefa, mas não houve diferenças significativas para os subtipos orientação para ação genérica e orientação para encoberto. Os terapeutas experientes emitiram significativamente mais orientação para ação específica e os terapeutas pouco-experientes significativamente mais orientação para tarefa. Os resultados sugerem que terapeutas comportamentais tendem a ser diretivos, ou seja, utilizam a estratégia de orientar seus clientes, mas em média menos de 20% das sessões dos terapeutas experientes e menos de 10% das sessões dos terapeutas pouco-experientes são usados com a estratégia de orientação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.08.2004
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DONADONE, Juliana Cristina; MEYER, Sonia Beatriz. O uso da orientação em intervenções clínicas por terapeutas comportamentais experientes e pouco experientes. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-10112004-114425/ >.
    • APA

      Donadone, J. C., & Meyer, S. B. (2004). O uso da orientação em intervenções clínicas por terapeutas comportamentais experientes e pouco experientes. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-10112004-114425/
    • NLM

      Donadone JC, Meyer SB. O uso da orientação em intervenções clínicas por terapeutas comportamentais experientes e pouco experientes [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-10112004-114425/
    • Vancouver

      Donadone JC, Meyer SB. O uso da orientação em intervenções clínicas por terapeutas comportamentais experientes e pouco experientes [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-10112004-114425/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020