Exportar registro bibliográfico

Otomicroscopia e endoscopia na inspeção do meato acústico interno pela via retrolabiríntica (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAHALI, RAFAEL BURIHAN - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MOF
  • Subjects: ENDOSCOPIA (MÉTODOS); MICROSCOPIA (MÉTODOS)
  • Language: Português
  • Abstract: O acesso direto à região do ângulo pontocerebelar pela via retrolabiríntica pré-sigmóidea é de baixa morbidade e possibilita a preservação da audição e da função do nervo facial. Entretanto, este acesso não permite a visão direta de todo o meato acústico interno (MAI) com a otomicroscopia. Mesmo com as possíveis ampliações desta via cirúrgica, como a fresagem dos canais semicirculares anterior e posterior e a secção do seio sigmóideo, o terço lateral do MAI permanece oculto à visão direta. Os endoscópios rígidos podem ser utilizados na exploração do MAI nos acessos retrolabirínticos. A capacidade de inspeção do MAI com endoscópios de diferentes angulações ainda é desconhecida. Estudamos 40 ossos temporais humanos nos quais realizamos acessos retrolabirínticos pré-sigmóideos. Nestes ossos, medimos as distâncias ocultas do MAI em seus quatro quadrantes utilizando o microscópio cirúrgico e os endoscópios de 0o, 30o e 70o. Observamos que as distâncias ocultas medidas foram diminuindo, com significância estatística, conforme o instrumento utilizado, nesta seqüência: microscópio, endoscópio de 0o, 30o e 70o. Somente o endoscópio de 70o permitiu a visão do fundo do MAI em todos os quadrantes, o que ocorreu em 27,5% dos casos. A visão parcial do fundo do MAI foi obtida em 67,5% dos ossos com o endoscópio de 70o e em 12,5% com o endoscópio de 30o, não tendo sido obtida em nenhum caso com o uso do endoscópio de 0o ou do microscópio. As médias de distâncias ocultas noquadrante ântero-superior, medidas com o microscópio e endoscópios de 0o, 30o e 70o foram respectivamente: 10,4mm, 7,3mm, 4,3mm e 1,1mm. O endoscópio de 70o demonstrou ser significativamente superior aos demais instrumentos na inspeção do MAI e sugerimos que ele seja considerado o instrumento de escolha na inspeção do MAI nos acessos retrolabirínticos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.10.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAHALI, Rafael Burilan; BRITO NETO, Rubens Vuono de. Otomicroscopia e endoscopia na inspeção do meato acústico interno pela via retrolabiríntica. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Cahali, R. B., & Brito Neto, R. V. de. (2004). Otomicroscopia e endoscopia na inspeção do meato acústico interno pela via retrolabiríntica. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cahali RB, Brito Neto RV de. Otomicroscopia e endoscopia na inspeção do meato acústico interno pela via retrolabiríntica. 2004 ;
    • Vancouver

      Cahali RB, Brito Neto RV de. Otomicroscopia e endoscopia na inspeção do meato acústico interno pela via retrolabiríntica. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020