Exportar registro bibliográfico

Comportamento exploratório de bebês pré-termo e muito baixo peso diferenciados quanto ao risco no desenvolvimento, em situação de brincar com e sem mediação materna (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LOPES, DANIELA VINCCI - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: BEBÊ PREMATURO; COMPORTAMENTO EXPLORATÓRIO; PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: Considerando-se a importância de se avaliar o desenvolvimento de bebês nascidos pré-termo com muito baixo peso, tendo em vista que se trata de um grupo em risco para transtornos do desenvolvimento, realizou-se o presente estudo com os objetivos de: a) comparar os comportamentos exploratórios com brinquedos de dois grupos de bebês nascidos pré-termo e com muito baixo peso, com dez meses de idade corrigi da, diferenciados quanto ao risco para transtornos de desenvolvimento; b) verificar a influência da mediação da cuidadora no comportamento exploratório dos bebês com brinquedos, comparando-se duas situações, respectivamente, com e sem a presença da mãe. A amostra foi composta por 20 bebês nascidos pré-termo (< 37 semanas) e muito baixo peso (<= 1.500 g), de ambos os sexos, com dez meses de idade corrigida e suas respectivas cuidadoras, divididos em: 8 bebês em risco de atraso no desenvolvimento (grupo MBPR) e 12 bebês com desenvolvimento normal (grupo MBPN). A coleta foi realizada em uma sessão, subdividida em duas etapas: a) avaliação do desenvolvimento dos bebês através do Teste de Triagem de Desenvolvimento de Denver - II, para identificação dos grupos de Risco e Normal; b) observação sistemática do comportamento exploratório dos bebês. Esta, por sua vez, subdivide-se em dois momentos: bebê-objeto (o bebê é posicionado frente a diferentes brinquedos padronizados, sem interferência da cuidadora na exploração dos brinquedos) e cuidadora-bebê-objeto (o bebê éposicionado frente a diferentes brinquedos, e a cuidadora recebe instrução de poder interagir com o bebê). Os dados foram analisados quanto à latência de resposta, aos comportamentos exploratórios frente aos brinquedos e à dinâmica de realização das atividades entre- a díade cuidadora-bebê. Paralelamente, foram realizadas consultas ao prontuário médico para análise da história de risco ... neonatal, além de análise dos. dados da avaliação de desenvolvimento. Finalmente, foram realizadas as análises de comparação entre grupos e entre momentos. Os resultados mostraram que, após o tempo de familiarização com os estímulos, os bebês de ambos os grupos diminuíram o tempo de latência de resposta do primeiro para o segundo momento, com a mediação da cuidadora. No primeiro momento, sem a participação da cuidadora, os bebês MBPN olharam significativamente mais para a observadora, sorriram mais e permaneceram mais na posição sentada do que os bebês MBPR. Não houve diferença significativa entre os grupos no momento em que a cuidadora estava mediando a situação de brincar. Comparando-se os dois momentos de observação, ambos os grupos diminuíram as latências de resposta aos estímulos, olharam mais para o brinquedo com movimento, permaneceram mais sentados e com movimentos manuais presentes. No grupo MBPN, as cuidadoras sorriram, verbalizaram e realizaram mais atividades compartilhadas do que as do MBPR, que requer mediação adequada comintencionalidade e reciprocidade para neutralizar os efeitos do risco neonatal. Os achados preliminares destacam a importância da avaliação do desenvolvimento desses bebês para melhor especificação do risco, da observação do comportamento exploratório frente aos estímulos do ambiente pelo bebê como oportunidade de integração visual, manual e locomotora, e da mediação da cuidadora principal do bebê frente a situações triangulares do tipo bebê-objeto-cuidadora
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.01.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Daniela Vincci; LINHARES, Maria Beatriz Martins. Comportamento exploratório de bebês pré-termo e muito baixo peso diferenciados quanto ao risco no desenvolvimento, em situação de brincar com e sem mediação materna. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.
    • APA

      Lopes, D. V., & Linhares, M. B. M. (2004). Comportamento exploratório de bebês pré-termo e muito baixo peso diferenciados quanto ao risco no desenvolvimento, em situação de brincar com e sem mediação materna. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Lopes DV, Linhares MBM. Comportamento exploratório de bebês pré-termo e muito baixo peso diferenciados quanto ao risco no desenvolvimento, em situação de brincar com e sem mediação materna. 2004 ;
    • Vancouver

      Lopes DV, Linhares MBM. Comportamento exploratório de bebês pré-termo e muito baixo peso diferenciados quanto ao risco no desenvolvimento, em situação de brincar com e sem mediação materna. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020