Exportar registro bibliográfico

Caracterização química e enzimática do processo de adoçamento da manga ´Keitt` (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, ANA PAULA FIORAVANTE BERNARDES - FCF
  • Unidades: FCF
  • Sigla do Departamento: FBA
  • Subjects: BIOQUÍMICA DE ALIMENTOS; MANGA (ANÁLISE QUÍMICA); CARBOIDRATOS (ANÁLISE QUÍMICA); SACARIFICAÇÃO (ANÁLISE QUÍMICA)
  • Language: Português
  • Abstract: Dentre as características que definem um fruto maduro, o adoçamento é um dos mais importantes. Porém, no que concerne à manga, os dados existentes são escassos e pouco esclarecedores. Neste trabalho foi estudada a síntese e a degradação do amido da manga 'Keitt', nos aspectos químicos (teores de amido, de amilose e de açúcares solúveis), nos aspectos bioquímicos (atividade de enzimas relacionadas à degradação do amido, perfil de enzimas ligadas ao grânulo de amido) e aspecto morfológico do grânulo de amido (preliminar), e o amadurecimento do fruto. A manga 'Keitt' teve um padrão atípico de fruto climatérico, com a produção de pequenas quantidades de etileno e C´O IND.2`, culminando em picos após o processo de amadurecimento ter sido iniciado. Todo o amido acumulado (cerca de 8 ´POR CENTO`) durante o desenvolvimento até os 3 dias após a colheita (dpc), foi totalmente degradado a partir dos 5 dpc chegando ao final do amadurecimento com apenas traços do seu conteúdo inicial. Ao mesmo tempo acumulou cerca de 10 ´POR CENTO` de açúcares solúveis, com predominância da sacarose. As enzimas que potencialmente podem degradar o amido, tiveram perfil de atividade compatível com a sua atuação. Houve um aumento bastante significativo de atividade da ´ALFA`-amilase durante a formação do fruto e da ´BETA`-amilase durante o amadurecimento do fruto. As fosforilases e isoamilases, embora tivessem atividade suficiente para atuar durante a degradação do amido, demonstraram pelo perfilde atividade terem bastante importância durante a síntese do amido. Os grânulos de amido, como observados por microscopia eletrônica de varredura, tem grânulos redondos, lisos e pequenos (até 20 ´MICROMOL`), que diminuem de tamanho durante o amadurecimento da manga. As proteínas ligadas ao grânulo, como visto por eletroforese em condições dissociantes, aumentaram em número e quantidade depois da colheita da manga, mostrando que várias proteínas de ) alto e baixo peso molecular, aderiram ao grânulo antes do início da degradação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.06.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERNARDES-SILVA, Ana Paula Fioravante; CORDENUNSI-LYSENKO, Beatriz Rosana. Caracterização química e enzimática do processo de adoçamento da manga ´Keitt`. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-11022015-083241/pt-br.php >.
    • APA

      Bernardes-Silva, A. P. F., & Cordenunsi-Lysenko, B. R. (2004). Caracterização química e enzimática do processo de adoçamento da manga ´Keitt`. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-11022015-083241/pt-br.php
    • NLM

      Bernardes-Silva APF, Cordenunsi-Lysenko BR. Caracterização química e enzimática do processo de adoçamento da manga ´Keitt` [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-11022015-083241/pt-br.php
    • Vancouver

      Bernardes-Silva APF, Cordenunsi-Lysenko BR. Caracterização química e enzimática do processo de adoçamento da manga ´Keitt` [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9131/tde-11022015-083241/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019