Exportar registro bibliográfico

Estudo do composto PVC reciclado/CaCO3 em pastas vinílicas (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: YOSHIGA, ADRIANA - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: POLÍMEROS (MATERIAIS) (RECICLAGEM); RESÍDUOS SÓLIDOS DOMÉSTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa é continuação de estudo anterior, onde aparas de filme do tipo "blister" de poli(cloreto de vinila) foram moídas mecanicamente e utilizadas na formulação de pastas vinílicas (plastisóis) para rotomoldagem contendo poli(cloreto de vinila) virgem e poli(cloreto de vinila) reciclado (em várias proporções). No presente trabalho, à amostra que apresentou os melhores resultados mecânicos, vinte pcr de poli(cloreto de vinila) reciclado, adicionou-se carbonato de cálcio natural para substituição da resina virgem (na proporção que variou de zero pcr a oitenta pcr de carbonato de cálcio). Com o objetivo de se analisar a possibilidade de uso destes plastisóis estudou-se a variação de viscosidade com o tempo; as pastas foram espalmadas e rotomoldadas para obtenção dos corpos-de-prova, os quais foram submetidos aos ensaios de dureza, resistência à tração, alongamento, estereoscopia e microscopia eletrônica de varredura. Verificou-se também o efeito da adição de poli(cloreto de vinila) reciclado e carga nas temperaturas de gelificação, fusão e transição vítrea das pastas. O carbonato de cálcio foi submetido ao ensaio de difração de raios-X, sendo que a caracterização do resíduo de poli(cloreto de vinila) foi realizada em trabalhos anteriores. Por meio do processo de rotomoldagem, comprovou-se que os plastisóis com vinte e quarenta pcr de carbonato de cálcio natural formaram peças regulares e que, portanto apresentam potencial de uso, mesmo com a perda ealgumas propriedades mecânicas. Desenvolveu-se também uma formulação de plastisol para batida de pedra, que é utilizado pela indústria automobilística para proteção das chapas metálicas contra corrosão, com poli(cloreto de vinila) reciclado para aplicação por "spray" (na proporção que variou de zero pcr a vinte e cinco pcr de poli(cloreto de vinila) reciclado). ) Foram realizados os testes de teor de cinzas e sólidos, granulometria, massa específica, resistência térmica, tensão de ruptura, alongamento, cisalhamento, adesão por raspagem, batida de pedra, compatibilidade com "primer", esmalte e verniz, resistência a ambiente agressivo, estereoscopia e microscopia eletrônica de varredura. Estudou-se a reologia dos plastisóis de batida de pedra em pasta envelhecidos por 1 h, 24 h, 1 semana, 2 semanas, 1 mês e 3 meses e foram também determinadas suas temperaturas de transição vítrea. Os plastisóis para batida de pedra não apresentaram grandes mudanças de comportamento com a adição de poli(cloreto de vinila) reciclado, mostrando grande potencial de uso pela indústria automobilística
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.06.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      YOSHIGA, Adriana; WIEBECK, Hélio. Estudo do composto PVC reciclado/CaCO3 em pastas vinílicas. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Yoshiga, A., & Wiebeck, H. (2004). Estudo do composto PVC reciclado/CaCO3 em pastas vinílicas. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Yoshiga A, Wiebeck H. Estudo do composto PVC reciclado/CaCO3 em pastas vinílicas. 2004 ;
    • Vancouver

      Yoshiga A, Wiebeck H. Estudo do composto PVC reciclado/CaCO3 em pastas vinílicas. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021