Exportar registro bibliográfico

Avaliação de protocolo fisioterapêutico no tratamento da periostite do terceiro metacarpiano de potros da raça Puro Sangue Inglês (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: CALDEIRA, SIMONE FERRAZ ISLER BRAVO - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: METACARPO DE ANIMAL; PERIÓSTEO; EQUINOS; FISIOTERAPIA
  • Language: Português
  • Abstract: A periostite do terceiro metacarpiano acomete 70 a 80% dos potros de corrida em seu primeiro ano de treinamento (2 a 3 anos de idade), levando-os à claudicação e interrupção do trabalho. As opções de tratamento variam com a severidade e características da lesão. Contudo, o período necessário de repouso e tratamento dificilmente é inferior a um mês, chegando a seis meses ou mais quando há presença de fraturas corticais. O objetivo deste trabalho consistiu em investigar, por meio de exames físico, ultra-sonográfico e radiográfico, a viabilidade de um tratamento não farmacológico e não invasivo que, além de agilizar o período de recuperação, otimizasse a reparação tecidual, contribuindo assim com o tratamento desta enfermidade. Foram tratados e avaliados 24 membros torácicos de 13 potros Puro Sangue Inglês (PSI) em início de treinamento com periostite do terceiro metacarpiano. Foram incluídos casos de periostite do tipo 2 e 3, segundo classificação proposta por Adams (1974). Os animais foram tratados por protocolo fisioterapêutico que incluiu crioterapia, fototerapia, eletroterapia, fonoterapia e mobilização e submetidos a exames durante 30 dias. O exame físico evidenciou rápida redução do grau de dor, calor local e do grau de claudicação na maioria dos casos. Após 10 dias de tratamento 83% dos casos não apresentavam mais sinais de claudicação. Os exames radiográfico e ultra-sonográfico permitiram analisar a evolução dos sintomas, reparação tecidual eeventual ocorrência de lesão aos tecidos moles. Os resultados evidenciaram significativa diminuição do tempo de reparação e retorno ao treinamento quando comparados com o verificado na cauterização ou osteotixis e confirmaram os efeitos analgésico e antiinflamatório dos recursos utilizados. Concluiu-se neste experimento que a natureza não-agressiva e não invasiva das técnicas fisioterapêuticas e a possibilidade de redução do tempo para o retorno ao treinamento (continua) ) revelaram-se positivas e indicam sua utilização para o tratamento da periostite do terceiro metacarpiano (MCIII) na espécie eqüina
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.06.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CALDEIRA, Simone Ferraz Isler Bravo; BACCARIN, Raquel Yvonne Arantes. Avaliação de protocolo fisioterapêutico no tratamento da periostite do terceiro metacarpiano de potros da raça Puro Sangue Inglês. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Caldeira, S. F. I. B., & Baccarin, R. Y. A. (2004). Avaliação de protocolo fisioterapêutico no tratamento da periostite do terceiro metacarpiano de potros da raça Puro Sangue Inglês. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Caldeira SFIB, Baccarin RYA. Avaliação de protocolo fisioterapêutico no tratamento da periostite do terceiro metacarpiano de potros da raça Puro Sangue Inglês. 2004 ;
    • Vancouver

      Caldeira SFIB, Baccarin RYA. Avaliação de protocolo fisioterapêutico no tratamento da periostite do terceiro metacarpiano de potros da raça Puro Sangue Inglês. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021