Exportar registro bibliográfico

Rinotraqueíte Infecciosa dos Bovinos/Vulvovaginite Pustulosa Infecciosa (IBR/IPV):: prevalência e incidência em bovinos leiteiros criados em cinco microregiões no Estado da Bahia (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MATOS, PAULO FERREIRA DE - FMVZ
  • Unidades: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Subjects: RINOTRAQUEÍTE ANIMAL; VULVOVAGINITE ANIMAL; ELISA; BOVINOS LEITEIROS
  • Language: Português
  • Abstract: A Rinotraqueíte Infecciosa dos Bovinos/Vulvovaginite Pustulosa Infecciosa (IBR/IPV) é uma enfermidade infecto-contagiosa de origem viral, amplamente difundida em todo o mundo, acometendo bovinos de qualquer idade, raça e ambos os sexos, que na sua evolução determina pertinaz doença caracterizada por distúrbios oculares, respiratórios, reprodutivos e neurológicos. O objetivo desta tese foi estudar aspectos clínico-epidemiológicos da IBR/IPV e o delineamento experimental permitiu determinar a prevalência e a incidência da infecção pelo Herpesvírus Bovino tipo 1 numa população de 764 animais leiteiros de 13 rebanhos criados em cinco microrregiões do Recôncavo Baiano (Salvador, Feira de Santana, Catú, Santo Antônio de Jesus e Entre Rios), das raças: Jersey, Holandesa, Girolando, Pardo Suiço, Simental e vários bovinos mestiços ou cruzados. Nesses animais estabeleceu-se a prevalência da infecção e em 145 amostras avaliou-se a incidência da IBR/IPV, nos rebanhos das referidas microrregiões. As provas, imuno-sorológicas das amostras foram realizadas por ensaio imunoenzimático - teste ELISA, utilizando reativos comerciais - HerdCherk(R) anti-IBR específicos a detectação de anticorpos séricos anti-HVB-1, agente etiológico da Rinotraqueíte Infecciosa dos Bovinos/Vulvovaginite Pustulosa Infecciosa (IBR/IPV). Os bovinos incluídos nesta pesquisa eram criados em sistema de manejo semi-intensivo ou intensivo, com idades variando de dois a 11 anos de idade, sendo a maioria dosexo feminino, pois nesta população, apenas seis eram machos reprodutores. Previamente, realizou-se anamnese minuciosa com inspeção geral do rebanho e dos animais, muitas vezes, quando necessário, realizou-se exame semiológico completo do animal. Para a determinação da prevalência da infecção pelo HVB-1, utilizou-se 764 amostras de soro sangüíneo, enquanto que para a avaliação da incidência da infecção estudou-se 145 amostras de soro desses animais.(continua) ) O delineamento experimental também permitiu que se avaliasse a influência dos fatores etários sobre a prevalência e incidência de anticorpos anti-HVB-1 sendo, para isso, a população estratificada em cinco grupos de faixas etárias, tanto para um como para outro, na verificação da freqüência da infecção nos rebanhos como de novos casos de infecção. Para o estudo da prevalência foram utilizadas: 34 bezerras, de dois a seis meses de idade; 69 bezerras desmamadas com idade variando de sete a 12 meses; 153 novilhas com idade de 13 a 24 meses; 241 animais com idade de 25 a 48 meses e 267 bovinos com mais de 48 meses de idade. Para avaliação da incidência a população foi assim distribuída: duas bezerras lactantes com idades entre dois e seis meses; 22 bezerras desmamadas com sete a 12 meses de idade; 44 novilhas com idade variando entre 13 e 24 meses; 44 bovinos com 25 a 48 meses de idade e 33 com mais de 48 meses de idade. Os rebanhos eram considerados isentos de tuberculose e brucelose de acordo com as informações daanamnese, apesar de que nos exames de brucelose de 360 animais, pela reação de soro aglutinação rápida em placa (SARP) 33 apresentaram resultados suspeitos e cinco positivos para a mencionada zoonose. A prevalência da infecção pelo HVB-1 nos rebanhos avaliados foi de 59,0%, variando a freqüência entre 21,9% e 100,0% nos 13 rebanhos avaliados. Os rebanhos estudados apresentaram mais de um animal positivo, demonstrando estar a infecção disseminada nos cinco municípios das microrregiões do Recôncavo Baiano. Os fatores etários influíram sobre a prevalência média de animais possuidores de anticorpos séricos anti-HVB-1 detectados pelo teste ELISA, apresentando os seguintes resultados, respectivamente, aos cinco grupos de acordo a faixa etária: 32,4%; 14,5%; 35,3%; 64,7% e 82,4%. Demonstrou-se dessa maneira que a maior taxa de prevalência foi observada nos animais mais velhos. O resultado para a (continua) ) incidência da infecção pelo HVB-1 foi de 27,6%, variando a freqüência, em 11 dos 13 rebanhos avaliados, entre 2,6% e 100,0%. A influência dos fatores etários sobre a incidência de bovinos infectados pelo HVB-1 foi significativa, aumentando com a evolução da idade, sendo obtidos os seguintes resultados, segundo os grupos etários estabelecidos: 0,0%; 4,5%; 13,6%; 22,7% e 69,7%. De forma semelhante a prevalência, a maior taxa de incidência foi estabelecida para os animais com idade mais avançada. Os resultados obtidos nesta pesquisa foram submetidos à análise estaísticautilizando-se o teste do Qui-Quadrado com nível de significância igual p < 0,05, observando-se diferenças significativas entre os resultados obtidos tanto para avaliação da prevalência, como para incidência, ao se estudar a influência dos fatores etários sobre a infecção dos bovinos pelo HVB-1
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.03.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MATOS, Paulo Ferreira de; BIRGEL, Eduardo Harry. Rinotraqueíte Infecciosa dos Bovinos/Vulvovaginite Pustulosa Infecciosa (IBR/IPV):: prevalência e incidência em bovinos leiteiros criados em cinco microregiões no Estado da Bahia. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Matos, P. F. de, & Birgel, E. H. (2004). Rinotraqueíte Infecciosa dos Bovinos/Vulvovaginite Pustulosa Infecciosa (IBR/IPV):: prevalência e incidência em bovinos leiteiros criados em cinco microregiões no Estado da Bahia. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Matos PF de, Birgel EH. Rinotraqueíte Infecciosa dos Bovinos/Vulvovaginite Pustulosa Infecciosa (IBR/IPV):: prevalência e incidência em bovinos leiteiros criados em cinco microregiões no Estado da Bahia. 2004 ;
    • Vancouver

      Matos PF de, Birgel EH. Rinotraqueíte Infecciosa dos Bovinos/Vulvovaginite Pustulosa Infecciosa (IBR/IPV):: prevalência e incidência em bovinos leiteiros criados em cinco microregiões no Estado da Bahia. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019