Exportar registro bibliográfico

O papel das proteínas ras em células andrenocorticais Y1 e na transdução do sinal de ACTH (2002)

  • Authors:
  • Autor USP: MORAES, MIRIAM SANTOS DE - IQ
  • Unidade: IQ
  • Sigla do Departamento: QBQ
  • Subjects: EXPRESSÃO GÊNICA; PATOLOGIA CELULAR; PROLIFERAÇÃO CELULAR; BIOLOGIA MOLECULAR
  • Language: Português
  • Abstract: Células Y-l apresentam o gene K-ras amplificado, o que resulta em altos níveis de expressão da proteína codificada por este gene. Este fato faz com que células Y-l apresentem níveis cronicamente altos de K-Ras-GTP. Além disso, estas células apresentam uma relativa desregulação da transição G0-Gl-S, a qual é caracterizada por uma porcentagem de células entrando na fase S do ciclo celular na condição carenciada; e também, por um afrouxamento na regulação de Myc, o qual apresenta níveis basais significantes de mRNA e proteína. Para verificar se existe uma relação entre K-Ras-GTP elevado e os níveis basais de Myc e a desregulação na transição G0-Gl-S, células Y-l foram transfectadas com uma forma dominante negativa de H-ras, H-ras Asn-17 (RasN17). Os transfectantes resultantes também foram utilizados para verificar o papel de Ras na transdução do sinal iniciado por FGF-2 e ACTH. Com estes clones foi possível verificar uma redução nos níveis de ativação de K-Ras na condição carenciada, e com isso ficou claro que FGF-2 e ACTH são capazes de induzir a ativação de K-Ras, porém com cinética diferentes: uma ativação tardia e lenta para FGF-2, e rápida e transiente para ACTH. Com a redução nos níveis de Ras-GTP, verificamos uma concomitante redução no basal da proteína c-Myc e também no basal de entrada em S indicando que existe uma correlação entre estes fatores. Além disso, os clones Yl-RasN17 foram determinantes para mostrar que em células Y-l a presença de Akt/PKBconstitutivamente ativada é conseqüência dos níveis cronicamente elevados de K-Ras-GTP (Forti et al, 2002)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.09.2002

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MORAES, Mirian Santos de; ARMELIN, Hugo Aguirre. O papel das proteínas ras em células andrenocorticais Y1 e na transdução do sinal de ACTH. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      Moraes, M. S. de, & Armelin, H. A. (2002). O papel das proteínas ras em células andrenocorticais Y1 e na transdução do sinal de ACTH. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Moraes MS de, Armelin HA. O papel das proteínas ras em células andrenocorticais Y1 e na transdução do sinal de ACTH. 2002 ;
    • Vancouver

      Moraes MS de, Armelin HA. O papel das proteínas ras em células andrenocorticais Y1 e na transdução do sinal de ACTH. 2002 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020