Exportar registro bibliográfico

A utilização do módulo geração de cargas do modelo de correlação uso do solo x qualidade da água (MQUAL) na gestão da Bacia Guarapiranga: o caso do município de Itapecerica da Serra (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: LOPES, FLAVIA FREITAS DE PAULA - PROCAM
  • Unidade: PROCAM
  • Subjects: GESTÃO AMBIENTAL; USO DO SOLO; ÁGUA (CONSERVAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: A água é um elemento essencial à vida. Os problemas advindos do esgotamento do modelo de proteção aos mananciais, concebido na década de 70, exigem dos gestores a estruturação de um sistema de gestão eficaz. Para tal são propostos, na minuta de Lei Específica da Guarapiranga, uma série de instrumentos de gestão. Dentre eles, destacamos o Modelo de Correlação de Uso do Solo X Qualidade da Água (MQUAL). O trabalho analisou as implicações da utilização do Módulo de Geração de Cargas do MQUAL na gestão da Bacia Guarapiranga, em especial no caso do município de Itapecerica da Serra. A abordagem da questão foi feita sob a ótica da complexidade do sistema, inter-relacionando as informações referentes ao processo de uso e ocupação do solo, com as obtidas por meio do Módulo de Geração de Cargas do MQUAL (retrato de 1998), a simulação de cenários com auxílio do software STELLA e o resultado de entrevistas com os gestores municipais. Os resultados obtidos indicam que a utilização do módulo de Geração de Cargas do MQUAL no município de Itapecerica da Serra poderá dar suporte à tomada de decisões de caráter estratégico e à definição de diretrizes sobre o tipo de uso e ocupação do solo que favorecem a redução do aporte de cargas poluidoras aos corpos d`água da Bacia de Guarapiranga. Dentre as 23 sub-bacias estudadas no município de Itapecerica da Serra, as Bacias de n. 81 e n. 91 foram as duas mais críticas, indicando a possibilidade de priorização de sub-bacias, naimplantação de medidas para a melhoria das condições ambientais e controle da geração de cargas pontuais e difusas. A concepção do modelo, não se adequa à simulações e à tomada de decisões na escala operacional. Para cargas difusas, ele não é sensível à melhoria ambiental propiciada pela implantação dos instrumentos de controle previstos na minuta de Lei Específica, à implantação de BPM (Best Management Practices) e de outras ações de gerenciamento que (continuação) propiciam a redução de cargas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Flávia Freitas de Paula; MACEDO, Arlei Benedito. A utilização do módulo geração de cargas do modelo de correlação uso do solo x qualidade da água (MQUAL) na gestão da Bacia Guarapiranga: o caso do município de Itapecerica da Serra. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Lopes, F. F. de P., & Macedo, A. B. (2003). A utilização do módulo geração de cargas do modelo de correlação uso do solo x qualidade da água (MQUAL) na gestão da Bacia Guarapiranga: o caso do município de Itapecerica da Serra. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Lopes FF de P, Macedo AB. A utilização do módulo geração de cargas do modelo de correlação uso do solo x qualidade da água (MQUAL) na gestão da Bacia Guarapiranga: o caso do município de Itapecerica da Serra. 2003 ;
    • Vancouver

      Lopes FF de P, Macedo AB. A utilização do módulo geração de cargas do modelo de correlação uso do solo x qualidade da água (MQUAL) na gestão da Bacia Guarapiranga: o caso do município de Itapecerica da Serra. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021