Exportar registro bibliográfico

Influência da atitude conservacionista e da legislação ambiental na conservação de fragmentos florestais (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: DIEDERICHSEN, ANITA TOLEDO BARROS - PROCAM
  • Unidade: PROCAM
  • Subjects: ECOLOGIA FLORESTAL; LEGISLAÇÃO AMBIENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: A questão central deste estudo foi testar a influência da atitude conservacionista (i.e., a predisposição à conservação) e da legislação ambiental na manutenção da áreas florestais na região de Caucaia do Alto (municípios de Cotia e Ibiúna, SP). Foram selecionadas aleatoriamente 35 propriedades com mais de 0,5 ha, cujos proprietários tivessem mais de 5 anos de posse da terra. Para caracterizar a atitude conservacionista, foram feitas entrevistas com os proprietários (ou tomadores de decisão) e proposto um Índice de Atitude Conservacionista (IAC). Este índice é composto por sete perguntas relacionadas ao vínculo afetivo com a floresta, histórico da cobertura florestal, motivos da manutenção da floresta, intenções em relação ao manejo da propriedade. O cumprimento à legislação ambiental (Código Florestal e Resolução CONAMA 004/85) foi analisado, para cada propriedade, a partir do mapeamento da cobertura florestal e delimitação das áreas de preservação permanente (APP). Para tanto, foram utilizadas fotografias aéreas (1/10.000) de abril de 2000 e informações de relevo e hidrografia inseridos num Sistema de Informação Geográfica. A partir destes dados, foi possível estabelecer índices de cumprimento das APP e das reservas legais (RL). A região de Caucaia é composta por pequenas propriedades (<30 ha), parte delas voltadas para agricultura e outra para lazer. Em geral, as propriedades agrícolas geram algum lucro e pertencem a proprietários mais antigos, enquanto as de lazergeram despesas e são de proprietários mais recentes. O IAC variou muito entre os 35 proprietários, não estando relacionado ao tempo de posse, uso das terras ou custo/benefício gerado pelas atividades desenvolvidas. Por outro lado, o IAC esteve significativamente relacionado com o nível de instrução dos proprietários ('F IND. 1,33'=16,795; p<0,001). A manutenção de fragmentos florestais nas propriedades não esteve relacionada ao tempo de posse e o uso das terras, porém esteve positivamente e significativamente relacionada com o IAC ('F IND. 1,33'=7,832; p<0,199). Ademais, há uma maior tendência na manutenção de florestas dentro das áreas protegidas pelo Código Florestal (para o conjunto das AAPs: ''qui' POT. 2 IND. 0,05,31'=27.859,34, P<0,001). Os proprietários com maiores IAC são também os mesmos que mostram uma maior tendência ao cumprimento da legislação ('r POT. 2'adj=0,206, 'F IND. 1,33'=9,8423, p< 0,003). Estes resultados permitiram identificar grupos de proprietários, em função do nível de escolaridade, valores do IAC e perfil da propriedade (e.g., agrícola vs lazer), e estabelecer estratégias de conservação e educação direcionadas para cada um destes grupos. A identificação de perfis de proprietários aparece como uma etapa essencial para o planejamento de estratégias de conservação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.09.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIEDERICHSEN, Anita Toledo Barros; METZGER, Jean Paul. Influência da atitude conservacionista e da legislação ambiental na conservação de fragmentos florestais. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Diederichsen, A. T. B., & Metzger, J. P. (2003). Influência da atitude conservacionista e da legislação ambiental na conservação de fragmentos florestais. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Diederichsen ATB, Metzger JP. Influência da atitude conservacionista e da legislação ambiental na conservação de fragmentos florestais. 2003 ;
    • Vancouver

      Diederichsen ATB, Metzger JP. Influência da atitude conservacionista e da legislação ambiental na conservação de fragmentos florestais. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021