Exportar registro bibliográfico

Oscilações intrasazonais no sul e sudeste do Brasil durante o verão (2000)

  • Authors:
  • Autor USP: FERRAZ, SIMONE EROTILDES TELEGINSKI - IAG
  • Unidade: IAG
  • Sigla do Departamento: ACA
  • Assunto: METEOROLOGIA SINÓTICA
  • Language: Português
  • Abstract: Neste estudo, a variabilidade intrasazonal de precipitação na América do Sul, no período de verão, foi investigada. Para isso, foram utilizados dados de estações de precipitação desde o sul do Nordeste do Brasil até a Argentina. Essas estações foram agrupadas em regiões de 2,5°x2,5°, e filtradas em três bandas de variabilidade: 10/100 dias, 20/30 dias e 30/70 dias. Utilizou-se a análise espectral das séries médias dessas regiões para detectar as oscilações intrasazonais presentes e verificar como as diferentes frequências dessas oscilações se distribuem espacialmente. A variabilidade na banda 7/20 dias está presente em quase toda a região estudada, mas é mais forte na parte sul. A variabilidade na banda de 21/35 dias concentra-se mais na região Centro/Leste do Brasil. A variabilidade na banda de 36/70 dias concentra-se em duas regiões: Centro/Leste e subtrópicos, ao sul. Utilizando-se a análise de componentes principais dos dados de precipitação filtrados nas bandas acima, encontrou-se um modo de variabilidade fortemente relacionado com a ZCAS, mas com fracos elementos de sinal contrário no Sul. Outro modo encontrado assemelha-se mais a um dipolo entre o Sul e o norte do Sudeste/sul do Nordeste. Através da análise de componentes principais de dados mensais, para os meses de novembro, Janeiro/Março, obtiveram-se modos que apresentam comportamento consistente durante eventos ENOS. O maior impacto de eventos ENOS na região da ZCAS (ao norte desta)ocorre de janeiro a março e é mais consistente em eventos La Niña. Através da função densidade de probabilidade do componente principal do modo ZCAS, verificamos que durante eventos La Niña é maior a probabilidade de que ele ocorra com menos chuva durante janeiro a março, em relação a anos El Niño e anos normais. Durante anos El Niño é a maior a probabilidade de ocorrência de eventos extremos com chuva na ZCAS do que em anos La Niña. As composições associadas ao ) modo ZCAS mostraram que nas três bandas utilizadas a distribuição espacial da chuva é semelhante na ZCAS. As anomalias de radiação de onda longa (ROLE) na banda 20/30 dias se mostraram mais organizadas no Pacífico que na banda 30/70 dias, e há algum grau de cancelamento entre as anomalias destas duas bandas, o que se reflete nos campos da banda 10/100 dias. Núcleos persistentes de anomalias de ROLE em 150°W, nas bandas 10/100 e 20/30 dias, e em 165°E, na banda 30/70 dias, parecem dar origem a trens de ondas que produzem anomalias de circulação sobre a América do Sul.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.05.2000

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERRAZ, Simone Erotildes Teleginski; GRIMM, Alice Marlene. Oscilações intrasazonais no sul e sudeste do Brasil durante o verão. 2000.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.
    • APA

      Ferraz, S. E. T., & Grimm, A. M. (2000). Oscilações intrasazonais no sul e sudeste do Brasil durante o verão. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ferraz SET, Grimm AM. Oscilações intrasazonais no sul e sudeste do Brasil durante o verão. 2000 ;
    • Vancouver

      Ferraz SET, Grimm AM. Oscilações intrasazonais no sul e sudeste do Brasil durante o verão. 2000 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021