Exportar registro bibliográfico

Do sintoma da escrita à escrita como ato criativo: uma reflexão sobre a dificuldade de pós-graduandos no acontecimento de sua escrita (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AGUIAR, ELIANE APARECIDA DE - FE
  • Unidades: FE
  • Subjects: ESCRITA; LINGUAGEM ESCRITA; PÓS-GRADUAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: É quase impossível pensar o universo das instituições acadêmicas sem a escrita, já que é via este instrumento que as idéias, reflexões e descobertas podem ser legitimadas na Cultura. Isso não implica, entretanto, que o ato de escrever seja simples e familiar aos sujeitos que transitam pelas salas de aulas das universidades, na condição de professor ou de aluno. O que, na verdade, se observa é que geralmente há muitas dificuldades diante da escrita. Pesquisadores competentes e proficientes em seus estudos, muitas vezes, encontram nessa atividade singular uma barreira para legitimar suas pesquisas, vivenciando situações de muito sofrimento e angústia quando não conseguem construir seu acadêmico e, portanto, não conseguem materializar sua construção de um saber aos olhos do Outro da cultura. É preciso diante dessa realidade fazer uma reflexão da escrita como um sintoma que pode revelar o modo dos sujeitos se posicionarem e atuarem em suas vidas a partir dos outros e do Outro. Logo, é preciso escutar o que esses sujeitos têm a dizer de seu próprio processo a fim de vislumbrar, no imaginário de seu discurso, um lugar possível para seu desejo.)Como a escrita acadêmica coloca os sujeitos frente a questões subjetivas, a dificuldade que apresentam para escrever pode estar a serviço de um universo psíquico que precisa proteger o sujeito de seus desejos libidinais na mesma medida em que necessita satisfazê-los. Entre cumprir as exigências acadêmicas da escrita edeparar com a angústia de se saber na falta, dá-se a paralisação. Ou seja, os sujeitos vêem-se paralisados, sem saber para onde ir ou a quem recorrer. Ter suas queixas escutadas e acolhidas é, nesse contexto, fundamental para fazer voltar o movimento da escrita mesmo diante do horror que ela possa causar. Construir, então, um lugar de contingência a partir do qual os sujeitos escutam a si mesmos, pode ser um caminho que os leve à transformação do sintoma da escrita a um sintoma de criação, lugar em que o texto acadêmico tem a possibilidade de nascer juntamente com a voz singular de cada sujeito.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.04.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AGUIAR, Eliane Aparecida de; VIEIRA, Alice. Do sintoma da escrita à escrita como ato criativo: uma reflexão sobre a dificuldade de pós-graduandos no acontecimento de sua escrita. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Aguiar, E. A. de, & Vieira, A. (2004). Do sintoma da escrita à escrita como ato criativo: uma reflexão sobre a dificuldade de pós-graduandos no acontecimento de sua escrita. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Aguiar EA de, Vieira A. Do sintoma da escrita à escrita como ato criativo: uma reflexão sobre a dificuldade de pós-graduandos no acontecimento de sua escrita. 2004 ;
    • Vancouver

      Aguiar EA de, Vieira A. Do sintoma da escrita à escrita como ato criativo: uma reflexão sobre a dificuldade de pós-graduandos no acontecimento de sua escrita. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020