Exportar registro bibliográfico

Efeito da remoção precoce da membrana de PTEEe na regeneração de defeitos de bifurcação grau II mandibulares: estudo histomorfométrico em cães (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MACEDO, GUILHERME DE OLIVEIRA - FORP
  • Unidades: FORP
  • Sigla do Departamento: 806
  • Subjects: PERIODONTIA (ESTUDO;EXPERIMENTAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O tratamento de lesões de bifurcação grau II pela técnica da regeneração tecidual guiada (RTG) utilizando membranas de politetrafluoretileno expandido (PTFEe), possui resultados bem documentados na literatura. O tempo de permanência da membrana no sítio cirúrgico tem sido de 4 a 6 semanas; entretanto, não há informações sobre os resultados regenerativos resultantes da sua permanência por intervalos de tempo menores. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar histomorfometricamente a influência da remoção precoce da membrana de PTFEe sobre a regeneração de defeitos de bifurcação grau II em molares mandibulares de cães. Material e Métodos: Foram utilizados os terceiros e quartos pré-molares mandibulares de seis cães de raça indefinida, nos quais defeitos de bifurcação grau II vestibulares foram criados e cronificados por 3 semanas. Depois disso, retalhos totais foram elevados e membranas de PTFEe foram adaptadas e suturadas sobre os defeitos, sendo então recobertas totalmente pelos retalhos. Ao final das duas primeiras semanas de pós-operatório foram removidas duas membranas (Grupo Teste -2 semanas), e após mais duas semanas, foram removidas as restantes (Grupo Controle - 4 semanas). Oito semanas após a remoção das membranas do grupo controle os cães foram sacrificados. Os dentes e seus tecidos periodontais de proteção e suporte foram removidos, fixados em formalina tamponada a 10%, descalcificados em ácido tricloroacético a 10%, desidratados e seccionadosno plano mésio-distal em cortes semi-seriados com 7µm de espessura cada. Os cortes foram corados com hematoxilina e eosina (HE) ou tricrômico de Mallory (TM) sendo selecionados para a análise histomorfométrica 9 cortes, correspondentes aos 3 primeiros e 3 últimos nos quais as marcações eram visíveis e 3 representativos da porção central da bifurcação. Foram realizadas medidas da área total da bifurcação (AT) , área de ... novos tecidos formados (ANT), área de epitélio (AE), área de tecido conjuntivo (AC), área de novo osso (AO) e medidas lineares da extensão representativa da altura do defeito (ED), extensão do novo osso (EO), extensão da bifurcação (EB) e extensão do novo cemento (EC). Resultados: A análise histológica demonstrou características morfológicas similares entre os grupos avaliados. Os grupos teste e controle obtiveram respectivamente as seguintes médias das medidas de área (mm²): 14,32 ± 4,01 e 12,46 ± 3,54 (ANT); 0,04 ± 0,09 e 0,01 ± 0,04 (AE); 2,31 ± 2,60 e 1,91 ± 2,96 (AC); 9,56 ± 3,77 e 8,79 ± 2,99 (AO). Os resultados das médias das medidas lineares (mm) para os grupos teste e controle foram respectivamente: 5,16 ± 0,42 e 4,95 ± 0,44 (ED); 3,85 ± 1,21 e 4,03 ± 0,94 (EO); 11,35 ± 1,39 e 11,53 ± 1,35 (EB); 10,91 ± 1,72 e 10,59 ± 1,80 (EC). A análise estatística dos dados, realizada através da aplicação do teste de Wilcoxon Sing Rank Test (p < 0,05), demonstrou não haver diferenças estatisticamente significantes entreos parâmetros avaliados entre ambos os grupos. Conclusão: Dentro das limitações deste estudo, pôde-se concluir que remoção precoce da membrana de PTFEe não afetou os resultados da RTG
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.03.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACEDO, Guilherme de Oliveira; SOUZA, Sérgio Luís Scombatti de. Efeito da remoção precoce da membrana de PTEEe na regeneração de defeitos de bifurcação grau II mandibulares: estudo histomorfométrico em cães. 2004.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2004.
    • APA

      Macedo, G. de O., & Souza, S. L. S. de. (2004). Efeito da remoção precoce da membrana de PTEEe na regeneração de defeitos de bifurcação grau II mandibulares: estudo histomorfométrico em cães. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Macedo G de O, Souza SLS de. Efeito da remoção precoce da membrana de PTEEe na regeneração de defeitos de bifurcação grau II mandibulares: estudo histomorfométrico em cães. 2004 ;
    • Vancouver

      Macedo G de O, Souza SLS de. Efeito da remoção precoce da membrana de PTEEe na regeneração de defeitos de bifurcação grau II mandibulares: estudo histomorfométrico em cães. 2004 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020