Exportar registro bibliográfico

Atividade ocupacional e câncer da cavidade bucal e orofaringe (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ANDREOTTI, MAGDA - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • Subjects: NEOPLASIAS BUCAIS (EPIDEMIOLOGIA); NEOPLASIAS OROFARÍNGEAS (EPIDEMIOLOGIA); DOENÇAS OCUPACIONAIS; RISCOS OCUPACIONAIS; ESTUDOS DE CASOS E CONTROLES
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos. Estimar o risco da exposiçäo ocupacional para câncer da cavidade bucal e orofaringe na Regiäo Metropolitana de Säo Paulo (RMSP). Métodos. Estudo caso-controle de base hospitalar com casos incidentes de sete hospitais da RMSP. Informações relacionadas ao estilo de vida e à história ocupacional foram obtidas por entrevistas com questionários padronizados. Os 325 casos e 468 controles foram entrevistados entre 1° de janeiro de 1999 e 31 de março de 2002. Os controles foram emparelhados com casos por estratos de sexo e idade. As variáveis utilizadas para avaliar o risco ocupacional foram ramo de atividade econômica e ocupaçäo. Tabagismo e etilismo foram tratados como variáveis de confusäo. Utilizou-se a análise de regressäo logística näo condicional para estimar o risco pelo cálculo odds ratio. O modelo foi ajustado por idade, tabagismo e etilismo. A análise restringiu-se a indivíduos do sexo masculino. Resultados. Atividade em oficina mecânica associou-se a risco elevado de câncer da cavidade bucal e orofaringe [ odds ratio (OR) 2,45; intrvalo de confiança (IC) 95 por cento 1,14-5,27]. O emprego nesta atividade por 10 ou mais anos elevou o risco (OR 7,90; IC 95 por cento 2,03-30,72). A análise do período de latência (maior ou igual a 20 anos) manteve o risco no mesmo nível (OR 7,38; IC 95 por cento 1,88-28,98). A ocupaçäo de mecânico de veículos também apresentou excesso de risco, mas sem significância estatística (OR 2,10; IC 95 por cento0,78-5,68), que se elevou nos trabalhadores expostos há 10 ou mais anos (OR 26,21; IC95 por cento 2,34-284,60). Outras atividades econômicas e ocupações também mostraram excesso de risco (OR maior ou igual a 1,5), porém näo estatisticamente significativos: mineraçäo; indústrias de artigos de madeira, papel e papeläo, e química; setores de comércio atacadista e varejista, intermediaçäo financeira, educaçäo e saúde; )ocupações de administradores e gerentes, vendedores e balconistas, cozinheiros e garçons, trabalhadores da indústria de alimentos e gráficos. Conclusões. Emprego em oficinas mecânicas e trabalho de mecânico de veículos representam risco de câncer da cavidade bucal e orofaringe na RMSP, que aumenta com o tempo de exposiçäo (AU)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.04.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDREOTTI, Magda; WUNSCH FILHO, Victor. Atividade ocupacional e câncer da cavidade bucal e orofaringe. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Andreotti, M., & Wunsch Filho, V. (2004). Atividade ocupacional e câncer da cavidade bucal e orofaringe. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Andreotti M, Wunsch Filho V. Atividade ocupacional e câncer da cavidade bucal e orofaringe. 2004 ;
    • Vancouver

      Andreotti M, Wunsch Filho V. Atividade ocupacional e câncer da cavidade bucal e orofaringe. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019