Exportar registro bibliográfico

Descortinando a paisagem - a construção social do espaço e o sentido do lugar: uma comunidade rural da Zona da Mata de Minas Gerais nos umbrais do século XXI (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LUDWIG, MARCIA PINHEIRO - FAU
  • Unidades: FAU
  • Sigla do Departamento: AUH
  • Subjects: COMUNIDADE RURAL; PAISAGEM; ARQUITETURA RURAL
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho analisa um espaço que, caracterizado pela pequena propriedade rural, foi alvo de um projeto de empresas multinacionais para construção de uma usina hidrelétrica pro concessão pública. A forte oposição ao projeto, por parte dos atingidos, fez levantar a hipótese de aquele espaço era dotado de significados identitários, razão pela qual adquiria caráter de lugar. Complementando essa primeira hipótese, outras se colocaram, dentre as quais, a de que a elaboração dessa referência identitária se dera através da história de gerações ali fixadas, as quais, no processo de produção e reprodução da existência, construíram socialmente o espaço com uma cultura própria, assim como o seu sentido como lugar, O trabalho parte do princípio metodológico de que um caso típico, ou extremo, coloca em evidência relações estruturais de todo um sistema e assume a proposição que, na definição de políticas territoriais de uma sociedade democrática, interesses empresariais particulares não devem se sobrepor a interesses de coletividades - no caso, a comunidade dos habitantes do lugar, hoje organizados na defesa de sua implantação no solo, que dá feitio à paisagem. Ao se desenvolver, a tese se apoia em referências teóricas e empíricas que chamam atenção para as contradições inerentes à modernização capitalista.) Entende que esse processo, embora contenha potencial de melhoria das condições de vida da população do país, ao chegar a recantos quaseesquecidos, é capaz de desterritorializar populações e, consequentemente, destruir relações sociais, desorganizar formas de vida longamente estabelecidas e romper identidade. Tomando como ponto de partida a aparência da paisagem, ma indo além, percebe-se a importância do lugar para as relações de produção e par as relações familiares e vicinais que através do tempo, ligam gerações entre si ou mediam seus contatos com a sociedade mais ampla, o que torna possível entender seu sentido, essencial à vida em comunidade, e perceber a amplitude da ameaça de perda cultural contida no avanço incontrolado da acumulação capitalista
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.07.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LUDWIG, Márcia Pinheiro; SZMRECSANYI, Maria Irene de Queiroz Ferreira. Descortinando a paisagem - a construção social do espaço e o sentido do lugar: uma comunidade rural da Zona da Mata de Minas Gerais nos umbrais do século XXI. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Ludwig, M. P., & Szmrecsanyi, M. I. de Q. F. (2003). Descortinando a paisagem - a construção social do espaço e o sentido do lugar: uma comunidade rural da Zona da Mata de Minas Gerais nos umbrais do século XXI. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Ludwig MP, Szmrecsanyi MI de QF. Descortinando a paisagem - a construção social do espaço e o sentido do lugar: uma comunidade rural da Zona da Mata de Minas Gerais nos umbrais do século XXI. 2003 ;
    • Vancouver

      Ludwig MP, Szmrecsanyi MI de QF. Descortinando a paisagem - a construção social do espaço e o sentido do lugar: uma comunidade rural da Zona da Mata de Minas Gerais nos umbrais do século XXI. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020