Exportar registro bibliográfico

Latência e duração de ação anestésica local da mistura enantiomérica 90S:10R bupivacaína e da bupivacaína racêmica (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: HONDA, ERICA MAYUMI - FO
  • Unidades: FO
  • Sigla do Departamento: ODE
  • Subjects: ANESTESIA ODONTOLÓGICA; ANESTÉSICOS LOCAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A bupivacaína encontrada no mercado apresenta-se como uma mistura racêmica ou racemado, ou seja, 50% do isômero S(-) e 50% do R(+). O isômero R(+) possui grau de toxicidade mais elevado do que o S(-), porém, o R(+) também proporciona maior potência anestésica. Com intuito de diminuir o efeito cardiotóxico do racemado, sem redução de sua eficácia clínica, foram desenvolvidas misturas não racêmicas, alterando a proporção dos isômeros. A nova mistura enantiomérica contendo 90% de S(-) bupivacaína e 10% de R(+) bupivacaína demonstrou redução na toxicidade, menor latência e semelhante efeito anestésico comparado ao racemado, em animais. O objetivo deste estudo duplo-cego foi comparar a mistura enantiomérica 90S:10R bupivacaína à 0,5% com a bupivacaína racêmica à 0,5%, ambas associadas à epinefrina 1:200.000. Avaliou-se o tempo de latência e duração do efeito anestésico em cirurgias de 3º molares inferiores, em 20 pacientes. Administrou-se aproximadamente 1,8 ml de solução para bloqueio do nervo alveolar inferior, e 1,0 ml para o nervo bucal. Para avaliação da latência e duração em tecido pulpar, utilizou-se o estímulo elétrico realizado em pré-molar, enquanto que no tecido gengival do pré-molar, realizou-se estímulo mecânico nociceptivo (picada). Quanto a latência anestésica gengival e pulpar não houve diferença significativa ( >0,05, Mann-Whitney) entre as soluções. A duração de ação em tecido gengival com a 90S:10R bupivacaína (322 min) foi significativamentemaior ( =0,05) comparado ao racemado (244 min) Em tecido pulpar, a duração anestésica da 90S:10R bupivacaína (241 min) foi não diferiu significativamente ( >0,05) do que o racemado (180 min). A nova mistura enantiomérica 90S:10R bupivacaína apresenta latência similar à bupivacaína racêmica, em ambos tecidos. Apresenta semelhante duração de ação em tecido pulpar em relação ao racemado. Já em tecido gengival, a duração anestésica da 90S:10R bupivacaína foi maior. Devido sua melhor eficácia clínica, a 90S:10R bupivacaína é uma alternativa de anestésico local de longa duração
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.02.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HONDA, Érica Mayumi; BORSATTI, Maria Aparecida. Latência e duração de ação anestésica local da mistura enantiomérica 90S:10R bupivacaína e da bupivacaína racêmica. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Honda, É. M., & Borsatti, M. A. (2004). Latência e duração de ação anestésica local da mistura enantiomérica 90S:10R bupivacaína e da bupivacaína racêmica. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Honda ÉM, Borsatti MA. Latência e duração de ação anestésica local da mistura enantiomérica 90S:10R bupivacaína e da bupivacaína racêmica. 2004 ;
    • Vancouver

      Honda ÉM, Borsatti MA. Latência e duração de ação anestésica local da mistura enantiomérica 90S:10R bupivacaína e da bupivacaína racêmica. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019