Exportar registro bibliográfico

Análise dos proteomas extracelulares e do acúmulo de moléculas sinais durante o crescimento da Xylella Fastidiosa 9a5c in vitro (2004)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, DENISE SANTOS DA - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LSN
  • Subjects: BACTÉRIAS FITOPATOGÊNICAS; CLOROSE VARIEGADA DOS CITROS; FERTILIZAÇÃO "IN VITRO"; ELETROFORESE EM GEL; INSETOS VETORES; PROTEÍNAS
  • Language: Português
  • Abstract: A bactéria Xylella fastidiosa 9a5c é o agente causal da clorose variegada dos citros (CVC) e responsável por grandes perdas econômicas na citricultura. O genoma de X. fastidiosa 9a5c foi totalmente seqüenciado e a sua análise permitiu identificar vários genes possivelmente envolvidos na patogenicidade/virulência da bactéria. Como os sintomas da CVC desenvolvem-se um longo tempo após a infecção da planta pela bactéria e a severidade da doença têm sido associada à altas temperaturas, é possível que a expressão de fatores de patogenicidade/virulência seja dependente de densidade celular e/ou estresses térmicos. Desta forma, o crescimento in vitro da X. fastidiosa foi monitorado através da absorbância de suspensões bacterianas à 600nm (A600), número de unidades formadoras de colônias (UFC) e viabilidade celular, durante 16 dias de cultivo em meio PW modificado líquido, à 28 e 32ºC. Proteínas extracelulares foram extraídas e analisadas através da eletroforese bidimensional em gel de poliacrilamida (2D-PAGE). Bioensaios foram utilizados para verificar a produção de moléculas sinais por X. fastidiosa. Os resultados obtidos mostraram que o crescimento de X. fastidiosa à 32ºC, com base na A600, não diferiu do crescimento à 28ºC. No entanto, com base no número de UFCs e viabilidade celular, o crescimento de X. fastidiosa diferiu em função da temperatura, tempos de incubação e a interação entre esses fatores. X. fastidiosa produziu maior número de proteínas extracelulares à 32 doque à 28ºC, mostrando que a secreção de proteínas em X. fastidiosa é regulada pela temperatura de incubação. Várias proteínas extracelulares produzidas por X. fastidiosa à 28 e 32ºC são moduladas durante o crescimento da bactéria. A maior parte das proteínas extracelulares produzidas por X. fastidiosa são proteínas ácidas e de massa molecular aparente entre 20-60 kDa. X. fastidiosa não sintetizou moléculas de lactonas de homoserina aciladas (LHAs) reconhecidas pelo sistema repórter utilizado, mas sintetizou uma molécula extracelular em meio de cultivo, semelhante ao DSF produzido por X. campestris pv. campestris, capaz de restaurar a atividade da endoglucanase através do sistema repórter utilizado. A concentração desta molécula em meio PW modificado foi dependente da densidade de células de X. fastidiosa no meio
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.03.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Denise Santos da; LAMBAIS, Marcio Rodrigues. Análise dos proteomas extracelulares e do acúmulo de moléculas sinais durante o crescimento da Xylella Fastidiosa 9a5c in vitro. 2004.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2004. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-21092004-150138/ >.
    • APA

      Silva, D. S. da, & Lambais, M. R. (2004). Análise dos proteomas extracelulares e do acúmulo de moléculas sinais durante o crescimento da Xylella Fastidiosa 9a5c in vitro. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-21092004-150138/
    • NLM

      Silva DS da, Lambais MR. Análise dos proteomas extracelulares e do acúmulo de moléculas sinais durante o crescimento da Xylella Fastidiosa 9a5c in vitro [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-21092004-150138/
    • Vancouver

      Silva DS da, Lambais MR. Análise dos proteomas extracelulares e do acúmulo de moléculas sinais durante o crescimento da Xylella Fastidiosa 9a5c in vitro [Internet]. 2004 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-21092004-150138/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019