Exportar registro bibliográfico

Imobilização das exoenzimas sde Kluyveromyces marxianus MMIII-41 com atividade inulinolitica e pectinolitica (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: PAZ, MARCELO FOSSA DA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Subjects: ENZIMAS; GLICOSÍDEOS; LEVEDURAS
  • Language: Português
  • Abstract: A levedura Kluyveromyces marxianus MMIII-41 possui atividade hidrolítica identificada com a produção das enzimas inulinase, invertase e pectinase. A atividade da invertase é mais ativa a temperaturas entre 30 e 40oC e pHs entre 4,0 e 6,0. A atividade da inulinase foi maior em temperaturas mais elevadas não apresentando diferenças significativas entre 40 e 60oC e pH em torno de 5,0. O mesmo se observa com a atividade da pectinase não apresentando diferenças significativas 30 a 40oC e pHs entre 4,0 e 7,0. Estas enzimas foram estudadas na condição de imobilização nas matrizes alginato, copolímero alginato-gel-quitosana, nylon 6â, quitina e isopor, com o objetivo de identificar dentre estas qual seria a mais adequada a estudos futuros de ampliação de escala. As respectivas atividades enzimáticas foram determinadas mediante determinação de açúcares redutores totais formados a partir dos substratos inulina, pectina e sacarose (Somogyi e Nelson, 1945). Os experimentos com as enzimas imobilizadas em cada uma das matrizes foram realizados nos sistemas descontínuo e contínuo. No sistema contínuo ficaram evidentes os problemas operacionais de cada matriz, sendo que o Nylon 6e o isopor não apresentaram atividade já nas primeiras horas de processo. A quitina causou entupimento do sistema por compactação e as esferas de alginato em pouco tempo vieram a se desfazer. Nas condições experimentais avaliadas o copolímero alginato-gel-quitosana revelou-se a matriz com maioratividade, estabilidade e vida média. Nesta matriz a melhor atividade da inulinase aconteceu com a imobilização por ligações covalentes, enquanto que a imobilização por aprisionamento produziu melhores resultados para as atividades de pectinase e invertase
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.03.2004
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAZ, Marcelo Fossa da; TAVARES, Flavio Cesar Almeida. Imobilização das exoenzimas sde Kluyveromyces marxianus MMIII-41 com atividade inulinolitica e pectinolitica. 2004.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2004. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-20191220-130346/ >.
    • APA

      Paz, M. F. da, & Tavares, F. C. A. (2004). Imobilização das exoenzimas sde Kluyveromyces marxianus MMIII-41 com atividade inulinolitica e pectinolitica. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-20191220-130346/
    • NLM

      Paz MF da, Tavares FCA. Imobilização das exoenzimas sde Kluyveromyces marxianus MMIII-41 com atividade inulinolitica e pectinolitica [Internet]. 2004 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-20191220-130346/
    • Vancouver

      Paz MF da, Tavares FCA. Imobilização das exoenzimas sde Kluyveromyces marxianus MMIII-41 com atividade inulinolitica e pectinolitica [Internet]. 2004 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11138/tde-20191220-130346/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021