Exportar registro bibliográfico

Receptores metabotrópicos de glutamato na substância cinzenta periaquedutal dorsolateral: papel nas reações comportamentais de defesa (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GARCIA, MORIANA LUDMILLA MOLCHANOV - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFA
  • Subjects: PSICOFARMACOLOGIA CLÍNICA; FARMACOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: A coluna dorsolateral da substância cinzenta periaquedutal (SCPDL) é uma das principais regiões cerebrais envolvidas no controle do medo e a ansiedade. O papel dos receptores metabotrópicos de glutamato (mGluR) da SCPDL na modulação dos comportamentos defensivos ainda não foi bem estudado. Os mGluR se dividem em três grupos: Grupo I (subtipos mGlu1 e 5); Grupo II (subtipos mGlu2 e 3); e Grupo III (subtipos mGlu4, 6, 7 e 8). A injeção do agonista não-seletivo de mGluR, o ácido trans-(±)-1-Amino-l,3-ciclopentanedicarboxílico (t-ACPD) na SCPDL promove reações de fuga. Os objetivos deste projeto foram: caracterizar os subtipos de mGluR envolvidos na fuga promovida pelo t-ACPD, estudando possíveis interações com receptores ionotrópicos de glutamato (iGluR) e com a liberação de glutamato; verificar o envolvimento de mGluR no controle da ansiedade experimental; e estudar através de técnicas de imunohistoquímica para proteína c-Fos e de histoquímica para NADPH-diaforase, o padrão de ativação neural promovido pela injeção de t-ACPD na SCPDL. Nossos resultados sugerem que os mGluR do Grupo I (1 e 5) e Grupo III teriam um papel predominantemente pró-aversivo na SCPDL promovendo fuga nos animais, mas que também poderiam modular negativamente as reações defensivas em condições basais. Por outro lado, os mGluR do Grupo III não parecem ter um papel importante na ansiedade de ratos no labirinto. Os experimentos com drogas que agem nos mGluR do Grupo II não foram capazesde revelar alterações comportamentais promovidas por estas drogas. Nossos resultados revelam ainda uma interação entre mGluR e iGluR na modulação das respostas defensivas na SCPDL, e apoiam a hipótese de que parte dos efeitos do t-ACPD se deveria a um aumento na liberação de glutamato. Os resultados da análise histológica mostraram que a injeção de t-ACPD na SCPDL promove uma ativação significativa de neurônios no local, alguns dos quais são ... capazes de produzir óxido nítrico. Esta ativação na SCP é restrita à coluna dorso lateral, não sendo acompanhada de ativação em outras colunas da SCP, nem em regiões mais rostrais, como o núcleo paraventricular do hipotálamo ou o córtex pré-frontal medial
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.12.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARCIA, Moriana Ludmilla Molchanov; GUIMARÃES, Francisco Silveira. Receptores metabotrópicos de glutamato na substância cinzenta periaquedutal dorsolateral: papel nas reações comportamentais de defesa. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Garcia, M. L. M., & Guimarães, F. S. (2003). Receptores metabotrópicos de glutamato na substância cinzenta periaquedutal dorsolateral: papel nas reações comportamentais de defesa. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Garcia MLM, Guimarães FS. Receptores metabotrópicos de glutamato na substância cinzenta periaquedutal dorsolateral: papel nas reações comportamentais de defesa. 2003 ;
    • Vancouver

      Garcia MLM, Guimarães FS. Receptores metabotrópicos de glutamato na substância cinzenta periaquedutal dorsolateral: papel nas reações comportamentais de defesa. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020