Exportar registro bibliográfico

A construção da identidade materna na adolescente grávida (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: MAZZINI, MARIA DE LOURDES HEBLING - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA; IDENTIDADE; DESENVOLVIMENTO DA PERSONALIDADE
  • Language: Português
  • Abstract: A literatura aponta como principal tarefa na adolescência, a construção de uma identidade pessoal, que representa uma síntese entre a imagem infantil e a que vai sendo incorporada pelo desenvolvimento. Outrossim, há eventos que podem significar riscos, no processo de definição de identidade, como a vivência de uma gravidez precoce, com sobreposição de papéis e tarefas, características de fases mais avançadas, resultando numa somatória de crises. Assim este estudo objetivou compreender como se efetiva a construção da identidade materna em 10 adolescentes gestantes/mães, primíparas, de camadas populares, atendidas pelo Centro de Saúde Reprodutiva e Núcleo de Adolescentes de Piracicaba a partir de suas concepções, crenças e atitudes, ao gerar um filho e tornarem-se mães, buscando mostrar a face oculta do processo bio-psico-social. O projeto, de cunho longitudinal, implicou numa coleta de dados realizada em cinco fases: início do segundo e terceiro trimestres de gestação, segunda quinzena antecedente e procedente ao parto, e final do terceiro mês de vida dos bebês. Instrumentos específicos foram elaborados e testados (Roteiros de entrevista semi-estruturados e Jogos de Sentenças Incompletas), visando sua adequação à obtenção de informações em cada momento focalizado. O procedimento implicou em pedir autorização da instituição para estabelecer o contato com as gestantes, seguido de apresentação do projeto e da proposta de participação; os contatos/sessões foram realizadosquando das consultas do pré e pós natal, e todas gravadas e transcritas na íntegra. Os dados das entrevistas foram trabalhados através de Análise Qualitativa e as respostas aos Jogos de Sentenças Incompletas segundo o modelo Quantitativo-Interpretativo, para apreensão dos significados dos discursos e das atitudes assumidas pela vivência da maternidade. Os resultados mostram: a) Um processo de construção da identidade feminina (continua)... (continua) iniciado na família. mantido pela ação sócio cultural e vinculado ao papel da mulher reprodutora: ser mulher é ser mãe; b) A ausência/fraqueza de vínculos afetivos fortes na família favorece a dependência afetiva com o parceiro, expondo a adolescente aos riscos da gravidez; c) A presença do desejo de ser mãe se sobrepõe ao conhecimento. e utilização dos métodos contraceptivos; d) A gravidez traz constrangimentos psicossociais, forçando uma maturidade precoce; e) Contudo, uma maternagem afetiva aparece após a superação das dificuldades iniciais. Discutem-se contradições do desenvolvimento para a adolescente/mãe de camadas populares, pontuando crises e recursos pessoais. A gravidez significa um ganho de autonomia para a passagem para a vida adulta e falta de perspectiva de ascensão social, gerando a perpetuação de um ciclo de pobreza
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAZZINI, Maria de Lourdes Hebling; BIASOLI-ALVES, Zélia Maria Mendes. A construção da identidade materna na adolescente grávida. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Mazzini, M. de L. H., & Biasoli-Alves, Z. M. M. (2003). A construção da identidade materna na adolescente grávida. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mazzini M de LH, Biasoli-Alves ZMM. A construção da identidade materna na adolescente grávida. 2003 ;
    • Vancouver

      Mazzini M de LH, Biasoli-Alves ZMM. A construção da identidade materna na adolescente grávida. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021