Exportar registro bibliográfico

Determinação dos fluxos de gases ( C 'O IND.2'e C 'H IND.4) e caracterização isotópica (relação 'ANTPOT.13 C'/'ANTPOT.12 C' e atividade de 'ANTPOT.14 C') do C 'O IND.2' e da matéria orgânica, em solos com vegetação natural e antropizada (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: FREITAS, HERMES AUGUSTO DE - CENA
  • Unidade: CENA
  • Assunto: COMPOSIÇÃO ISOTÓPICA
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo foi desenvolvido em quatro áreas, com o objetivo de avaliar as relações dos diversos usos da terra com a dinâmica da matéria orgânica em solos com vegetação natural (florestas e campos) e áreas cultivadas (cana-de-açúcar e pastagem). Para isso foram utilizadas técnicas isotópicas ('ANTPOT.12 C', 'ANTPOT.13 C' e 'ANTPOT.14 C') para determinação das composições isotópicas da matéria orgânica e do C 'O IND.2' do solo e atmosférico. Em adição foram determinados fluxos de gases (C 'O IND.2' e C 'H IND. 4') na interface solo/atmosfera. Em todas as áreas foram coletadas amostras gases (C 'O IND.2' e C 'H IND.4') duas vezes ao longo de um ano, para determinação dos fluxos. Amostras de solo e C 'O IND. 2' (do solo e atmosférico) para determinação das composições isotópicas ('delta' 'ANTPOT.13 C' e atividade de 'ANTPOT.14 C') foram coletadas uma vez. Para medida dos fluxos foi utilizado o método da câmara dinâmica e as determinações das concentrações de C 'O IND.2' foram feitas por cromatografia gasosa. Para determinações das atividades de 'ANTPOT.14 C'-C 'O IND.2' o C 'O IND.2' foi coletado por peneira molecular 13X e as determinações (no C 'O IND.2' e na MOS) foram feitas por Cintilação Líquida ou AMS. Em Humaitá (AM) os solos eram tipo Plintossolo e as vegetações eram Floresta Tropical Aberta e campo de savana, naturais. Em Pontes e Lacerda (MT) o solo era tipo Cambissolo e a vegetação Floresta Mesófila Estacional semidecidual e pastagem com cerca de 20 anos. O solode Piracicaba (SP) era tipo Latossolo e os tipos de vegetação , Floresta Latifoliada Tropical e cultura de cana-de-açúcar, com cerca de 30 anos. Em Curucutu (SP), a vegetação era do tipo Floresta Nebular e Campo de Altitude, em solo do tipo Neossolo continua... ) Os maiores teores de carbono até 20 cm de profundidade foram observados no solo sob floresta em Piracicaba (5,27 kg C.m-2 ), floresta em Humaitá (4,76 kg C.m-2 ) e campo de Curucutu (4,71 kg c.m-2). Os solos com menores teores de carbono, na mesma profundidade, foram os da cana em Piracicaba (2,70 kg C.m-2 ) e floresta em Pontes e Lacerda (2,75 kg C.m-2). Os solos das florestas de Humaitá e Piracicaba apresentaram sempre os maiores teores de carbono, comparado com os solos de campo e cana, respectivamente, independentemente da profundidade considerada. O solo da floresta apresentou maiores teores de carbono que a pastagem, apenas abaixo de 30 cm em Pontes e Lacerda e em Curucutu, também na superfície. Nos solos de todas as áreas os teores de carbono decresceram com a profundidaade. Os valores dos fluxos de C 'O IND.2' ficaram entre 1,2 mmol.h-1.m-2 (floresta em Piracicaba) e 20,6 mmol.h-1.m-2 (pastagem em Pontes e Lacerda). Os maiores fluxos foram observados em Pontes e Lacerda, onde ficaram entre 15,7 mmol.h-1 .m-2 no solo da floresta e 20,6 mmol.h-1.m-2 no solo do campo. Os menores fluxos foram observados em Piracicaba, sendo 1,2 mmol.h-1.m-2 (floresta) e 1,7 mmol.h-1.m-2 (cana). Os fluxos de C 'O IND.2'dos solos de Curucutu e Humaitá ficaram entre 5,4 mmol.h-1.m-2 e 14,6 mmol.h-1.m-2 . Em Humaitá e Pontes e Lacerda os solos da floresta apresentaram fluxos menores que do campo e pastagem. Em Piracicaba e Curucutu não se observou tendência clara de fluxos maiores em nenhum solo. Não foi observada relação clara dos teores de macronutrientes dos solos com os fluxos de C 'O IND. 2' . Os valores de 'delta' 'ANTPOT.13 C' do C 'O IND. 2' respirado variaram entre as épocas de coleta, sendo interpretado como indicativo de doferentes contribuições relativas das fontes de C 'O IND.2' em função da umidade do solo continua... ) Apenas o solo do campo de Humaitá teve valores de fluxo positivo de C 'H IND.4' (1,1 mmol.h-1.m-2 a 3,6 mmol.h-1.m-2 ). Nos outros solos os fluxos variaram entre -0,03 mmol.h-1.m-2 (floresta e campo de Curucutu) e -14,2 mmol.h-1.m-2 (cana em Piracicaba). Os valores de 'delta' 'ANTPOT.13 C' do C 'O IND.2' respirado dos solos foram bastante concordantes com os valores de 'delta' 'ANTPOT.13 C' da vegetação de cobertura dos solos, indicando que a respiração das raízes e decomposição de matéria orgânica originada dessa vegetação são as fontes principais do C 'O IND.2' do solo. Entretanto, no campo de Humaitá e na pastagem de Pontes e Lacerda, os valores de atividade de 'ANTPOT. 14 C'-C 'O IND. 2' foram de até 68 pCm. Esses resultados sugerem que nesses solos ocorre decomposição de material considerado recalcitrante
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FREITAS, Hermes Augusto de; PESSENDA, Luiz Carlos Ruiz. Determinação dos fluxos de gases ( C 'O IND.2'e C 'H IND.4) e caracterização isotópica (relação 'ANTPOT.13 C'/'ANTPOT.12 C' e atividade de 'ANTPOT.14 C') do C 'O IND.2' e da matéria orgânica, em solos com vegetação natural e antropizada. 2003.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003.
    • APA

      Freitas, H. A. de, & Pessenda, L. C. R. (2003). Determinação dos fluxos de gases ( C 'O IND.2'e C 'H IND.4) e caracterização isotópica (relação 'ANTPOT.13 C'/'ANTPOT.12 C' e atividade de 'ANTPOT.14 C') do C 'O IND.2' e da matéria orgânica, em solos com vegetação natural e antropizada. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Freitas HA de, Pessenda LCR. Determinação dos fluxos de gases ( C 'O IND.2'e C 'H IND.4) e caracterização isotópica (relação 'ANTPOT.13 C'/'ANTPOT.12 C' e atividade de 'ANTPOT.14 C') do C 'O IND.2' e da matéria orgânica, em solos com vegetação natural e antropizada. 2003 ;
    • Vancouver

      Freitas HA de, Pessenda LCR. Determinação dos fluxos de gases ( C 'O IND.2'e C 'H IND.4) e caracterização isotópica (relação 'ANTPOT.13 C'/'ANTPOT.12 C' e atividade de 'ANTPOT.14 C') do C 'O IND.2' e da matéria orgânica, em solos com vegetação natural e antropizada. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020