Exportar registro bibliográfico

Prevalência de doença celíaca em doadores de sangue em Ribeirão Preto (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: MELO, SUZEIDI BERNARDO CASTANHEIRA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: ANTICORPOS; FATORES IMUNOLÓGICOS (SANGUE); PEDIATRIA
  • Language: Português
  • Abstract: Doença celíaca (DC) é uma doença subdiagnosticada na prática médica por se apresentar sob diversas formas clínicas (clássica, atípica, silenciosa e latente). Com o desenvolvimento de exames soro lógicos, estudos populacionais mostram um novo perfil de sua prevalência. No Brasil, há poucos estudos sobre a prevalência de DC. Este estudo objetivou avaliar a prevalência de DC em doadores de sangue em Ribeirão Preto. Foram coletadas 3000 amostras de doadores de sangue do Hemocentro de Ribeirão Preto, SP, sendo 1500 do sexo masculino e 1500 do sexo feminino, de 18 a 45 anos de idade. No soro dessas amostras foi pesquisado anticorpo antitransglutaminase tecidual (anti-tTG) -método ELISA. Nas amostras anti-tTG positivas, determinou-se anticorpo antiendomísio (EMA) por imunofluorescência indireta. Os indivíduos que apresentavam os dois testes positivos foram convocados para avaliação clínica e, após consentimento, submetidos à biópsia do intestino delgado por cápsula de aspiração e/ou por endoscopia digestiva alta, concomitantemente. Os fragmentos obtidos foram analisados pelos critérios de Marsh. Foram rastreados para DC 3000 indivíduos. A média da idade desses doadores foi 29,7 ± 2,9 anos. A maioria era de cor branca 2176 (72,5%), seguida de mulatos 519 (17,3%), negros 286 (9,5%) e amarelos 19 (0,7%). Dentre esses doadores 846 (28,4%) eram naturais de Ribeirão Preto, 661 (22%) da região de Ribeirão Preto, 793 (26,4%) de outras cidades do Estado de SãoPaulo e 6(0,1%) de outros países. Quanto a nacionalidade 2994 (99,8%) eram brasileiros, 2 (0,1 %) italianos e 4 (0,1%)de outros países da América do Sul. Na avaliação da ascendência de primeiro grau 2979 (99,9%) mães e pais 2941 (98%) eram de brasileiros. Outras nacionalidades de pais e mães respectivamente foram encontradas: europeus 17 (0,5%) e 13 (0,4%), japoneses 6 (0,2%) e 2 (0,1%), árabes 2 (0,1%) e 0, outros sul-americanos 6(0,2%) e 5(0,1 %). ... Três doadores eram adotados. A ascendência de 2º grau apresentou-se com 2705 (90,1%) de brasileiros, 148 (4,9%) europeus, 26 (0,8%) japoneses, 12 (0,4%) árabes, 11 (0,3%) outros sul-americanos e 98 (3,4%) desconhecidos. Das amostras analisadas, 13 tinham anti-tTG-fraco-positivo (20 |-30UI) e, desses, todos EMA negativos. O anti-tTG foi moderado/forte-positivos em 24 (>=30UI). Entre essas amostras, nove foram EMA negativos e 15 EMA positivos. Das 13 biópsias realizadas, 1 apresentou grau IV de Marsh, 4 grau III, 2 grau II, 4 grau I e 2 grau zero. Encontramos uma prevalência de 1:273 (0,36% com IC 95%:0,15 a 0,58). Desses pacientes 12 do sexo feminino e 1 masculino. Quanto à cor 11 (85,3%) eram brancos e 2 (13,3%) mulatos. Onze (85,3%) eram de Ribeirão Preto, 1 (7,3%) da região de Ribeirão Preto e 1 (7,3%) de outro Estado. Os sintomas gastrointestinais como constipação intestinal, dor abdominal, plenitude gástrica precoce, e 3 a 4 evacuações por dia foram referidos por 9 (77%) dospacientes. Quanto à história familiar de morbidades 4 (40%) referiam neoplasia do tubo digestivo e 3 (30%) epilepsia. Apenas 1 paciente apresentou aumento de transaminases. Todos os ascendentes de 1º grau eram brasileiros e, de 2º grau, 5 (50%) eram brasileiros, 3(30%) italianos e 2 (20%) espanhóis. Com esses resultados podemos demonstrar que a prevalência é 1:273 em indivíduos supostamente saudáveis mostrando que essa doença se faz presente em nosso meio. A freqüência foi maior no sexo feminino, indivíduos com descendência européia e houve freqüência significativamente maior de história familiar de neoplasias do tubo digestivo e epilepsia nos portadores de DC
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.10.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELO, Suzeidi Bernardo Castanheira; GALVÃO, Lívia Carvalho. Prevalência de doença celíaca em doadores de sangue em Ribeirão Preto. 2003.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2003.
    • APA

      Melo, S. B. C., & Galvão, L. C. (2003). Prevalência de doença celíaca em doadores de sangue em Ribeirão Preto. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Melo SBC, Galvão LC. Prevalência de doença celíaca em doadores de sangue em Ribeirão Preto. 2003 ;
    • Vancouver

      Melo SBC, Galvão LC. Prevalência de doença celíaca em doadores de sangue em Ribeirão Preto. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021