Exportar registro bibliográfico

Quinurenaminas: reação de defomilação, oxidação por peroxidase e efeito na atividade microbicida de neutrófilos (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: CARVALHO, SANDRA REGINA QUINTAL - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: BIOQUÍMICA CLÍNICA; NEUTRÓFILOS (ESTUDO CLÍNICO); HORMÔNIOS (APLICAÇÕES TERAPÊUTICAS)
  • Language: Português
  • Abstract: Trabalhos anteriores do grupo mostraram que o hormônio melatonina é eficientemente oxidado por peroxidases e pela mieloperoxidase presente em neutrófilos e macrófagos numa rota dependente de ânion superóxido. A oxidação de melatonina gera uma quinurenamina denominada 'N POT.1'-acetil-'N POT.2'formil-5-metoxiquinuramina (AFMK) que poderia, em seguida, sofrer (AFMK) deformilação produzindo 'N POT.1'-acetil-5-metoxiquinuramina (AMK). Neste estudo avaliamos possíveis fontes de atividade de hidrolases ativas na deformilação de AFMK. Nem leucócitos mononucleares ou neutrófilos foram competentes na deformilação de AFMK. Dentre os fluidos biológicos testados o líquido céfaloraquidiano, mas não líquido sinovial e soro, foi capaz de deformilar AFMK. Como reações subsequentes possíveis, verificamos que AMK, mas não AFMK, sofre oxidação catalisada por HRP/'H IND.2' '0 IND.2' e por neutrófilos ativados. Na presença destes sistemas enzimáticos há o desaparecimento total de AMK. A oxidação de AMK por neutrófilos ativados depende de mieloperoxidase e de peróxido de hidrogênio. AMK é um substrato de mieloperoxidase oxidado através do ciclo peroxidásico clássico (enzima nativa composto 1/ composto II/enzima nativa). Estes resultados amparam a proposta de uma rota específica de metabolização de melatonina na inflamação. Visto que há a possibilidade dos compostos AFMK e AMK serem produzidos in vivo em condições onde ocorre a ativação de neutrófilos e monócitos,avaliamos o efeito de melatonina, AFMK e AMK sobre a atividade microbicida de neutrófilos. Na presença de todos estes compostos a fagocitose de S. aureus por neutrófilos é mantida, entretanto a viabilidade bacteriana é aumentada indicando uma redução na atividade microbicida de neutrófilos de aproximadamente '30 POR CENTO' na presença de 1 mM de melatonina, AFMK ou AMK. Estes achados indicam que, quando melatonina é administrada em altas concentrações, pode haver o ) comprometimento da atividade microbicida de fagócitos e portanto sua utilização clínica em quadros inflamatórios de origem infecciosa deve ser cautelosa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.10.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Sandra Regina Quintal; CAMPA, Ana. Quinurenaminas: reação de defomilação, oxidação por peroxidase e efeito na atividade microbicida de neutrófilos. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Carvalho, S. R. Q., & Campa, A. (2003). Quinurenaminas: reação de defomilação, oxidação por peroxidase e efeito na atividade microbicida de neutrófilos. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Carvalho SRQ, Campa A. Quinurenaminas: reação de defomilação, oxidação por peroxidase e efeito na atividade microbicida de neutrófilos. 2003 ;
    • Vancouver

      Carvalho SRQ, Campa A. Quinurenaminas: reação de defomilação, oxidação por peroxidase e efeito na atividade microbicida de neutrófilos. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021