Exportar registro bibliográfico

Padronização e avaliação do método sorológico ELISA, para detecção de anticorpos IgG anti- Cryptosporidium sp (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: CASIMIRO, ANGELICA MARIA - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBC
  • Subjects: CRYPTOSPORIDIUM; PARASITOLOGIA; TESTES IMUNOLÓGICOS (TESTES); ELISA (AVALIAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho teve como objetivo padronizar a técnica de ELlSA para detecção de anticorpos IgG anti-Cryptosporidium sp para aplicação em estudos epidemiológicos da criptosporidiose em imunocompetentes. Para obtenção de antígeno, bezerros foram oralmente infectados. Os oocistos foram recuperados das fezes do animal, com a utilização do gradiente de sacarose modificado, técnica de concentração onde se obteve o melhor rendimento. Para preparação do antígeno, os oocistos foram rompidos através de ciclos de congelamento/descongelamento e ultra-som. Soros controle positivo foram escolhidos entre o grupo de funcionários do laboratório de Parasitologia, pois apresentavam anticorpos anti-Cryptosporidium e devido as suas atividades no laboratório era um grupo mais exposto; soros controle negativo foram escolhidos entre aqueles com leituras de densidade óptica menores que 0,300 no ELlSA para detecção de anticorpos anti-Cryptosporidium. Diferentes grupos de soros, de indivíduos clinicamente normais (funcionários da parasitologia, doadores de sangue, pacientes que fizeram o Pré-Natal) ou outras infecções parasitárias (cisticercos, e, toxoplasmose, esquistossomose, Doença de Chagas, leishmaniose), foram avaliados para presença de anticorpos anti-Cryptosporidium. A alta freqüência foi obsevada para o grupo de pacientes com Doença de Chagas ('66,6 POR CENTO') e baixa freqüência para o grupo de pacientes com esquistossomose e toxoplasmose ('20,0 POR CENTO'). Aespecificidade do teste ELlSA para Cryptosporidium foi demonstrada com significante redução nas leituras de D.O. observada em alguns soros após absorção dos anticorpos anti-Cryptosporidium. Além disso, no grupo de pacientes Pré-Natal '14,6 POR CENTO', quando comparada a alta freqüência de anticorpos anti-Cryptosporidium '52,0 POR CENTO', indica provável ausência de reações cruzadas entre os dois antígenos. Enfim, os resultados obtidos ) sugerem que a técnica de ELlSA pode ser uma importante metodologia para aplicação em estudos soroepidemiológicos da criptosporidiose
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.09.2003
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CASIMIRO, Angélica Maria; KANAMURA, Herminia Yohko. Padronização e avaliação do método sorológico ELISA, para detecção de anticorpos IgG anti- Cryptosporidium sp. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06032015-145009/pt-br.php >.
    • APA

      Casimiro, A. M., & Kanamura, H. Y. (2003). Padronização e avaliação do método sorológico ELISA, para detecção de anticorpos IgG anti- Cryptosporidium sp. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06032015-145009/pt-br.php
    • NLM

      Casimiro AM, Kanamura HY. Padronização e avaliação do método sorológico ELISA, para detecção de anticorpos IgG anti- Cryptosporidium sp [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06032015-145009/pt-br.php
    • Vancouver

      Casimiro AM, Kanamura HY. Padronização e avaliação do método sorológico ELISA, para detecção de anticorpos IgG anti- Cryptosporidium sp [Internet]. 2003 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-06032015-145009/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021