Exportar registro bibliográfico

Hipervascularidade de metástases hepáticas, detectada através da ressonância magnética, como indicador de progressão da doença em pacientes com câncer de mama (2004)

  • Authors:
  • Autor USP: BRAGA, LARISSA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MDR
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS; NEOPLASIAS MAMÁRIAS (PATOLOGIA); IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA (METODOLOGIA); NEOPLASIAS HEPÁTICAS (SECUNDÁRIO); METÁSTASE NEOPLÁSICA; NEOPLASIAS HEPÁTICAS (TERAPIA); DIAGNÓSTICO POR IMAGEM (MÉTODOS)
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do estudo foi a análise da associação entre a vascularização das metástases hepáticas, detectadas através de exames de ressonância magnética, e a progressão da doença em pacientes com câncer de mama. Foram identificadas 16 pacientes e 99 exames antes e após a terapia sistêmica. Cada exame de ressonância magnética foi classificado em um dos quatro status: Resposta Completa, Resposta Parcial, Doença Estável e Doença em Progressão. As metástases hepáticas foram caracterizadas como hipervasculares ou hipovasculares, de acordo com a intensidade do realce no exame de ressonância magnética. Na análise estatística, a associação entre a presença de hipervascularização nas metástases hepáticas e progressão da doença foi altamente significante (p< 0.0001). Ainda mais, pacientes com lesões hepáticas hipervasculares apresentaram uma incidência 20.5 vezes maior de progressão da doença comparadas com pacientes sem hipervascularidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.01.2004

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRAGA, Larissa; BARROS, Nestor de. Hipervascularidade de metástases hepáticas, detectada através da ressonância magnética, como indicador de progressão da doença em pacientes com câncer de mama. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Braga, L., & Barros, N. de. (2004). Hipervascularidade de metástases hepáticas, detectada através da ressonância magnética, como indicador de progressão da doença em pacientes com câncer de mama. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Braga L, Barros N de. Hipervascularidade de metástases hepáticas, detectada através da ressonância magnética, como indicador de progressão da doença em pacientes com câncer de mama. 2004 ;
    • Vancouver

      Braga L, Barros N de. Hipervascularidade de metástases hepáticas, detectada através da ressonância magnética, como indicador de progressão da doença em pacientes com câncer de mama. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021