Exportar registro bibliográfico

Parques públicos urbanos na metrópole paulistana: concepção e uso na produção do espaço urbano (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: BURGOS, ROSALINA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: PARQUES; ESPAÇO URBANO; GEOGRAFIA URBANA
  • Language: Português
  • Abstract: Neste trabalho objetivamos analisar o processo de criação, os usos e significados de alguns parques públicos urbanos da metrópole paulistana. Para tanto, encontramos a segregação espacial e a dialética do público-privado como categorias de análise a partir das quais buscamos analisar e compreender os parques públicos na produção do espaço urbano. Estabelecemos critérios para selecionar alguns parques para estudos de caso: origem das terras (incorporadas à municipalidade no processo de abertura de loteamento); entorno do parque (caracterizado pela segregação espacial); relação do parque com o entorno (parques destinados preferencialmente à população local); zona do município de São Paulo (ao menos um parque para cada zona). Com base nestes critérios selecionamos os seguintes parques: Parque Burle Marx (no Panamby), Parque Santo Dias (no Capão Redondo), Parque Santa Amélia (no Itaim Paulista), Parque Luís Carlos Prestes (no Butantã) e Parque Jardim Felicidade (em Pirituba). Ainda que tenhamos encontrado aspectos em comum entre os parques estudados, os quais revelam os conteúdos universais do processo de urbanização, pudemos encontrar particularidades e especificidades em cada caso, segundo a diferenciação sócio-espacial dos lugares onde estão inseridos, bem como pelas distintas formas de apropriação destes espaços pelos respectivos públicos que os usam. Os parques urbanos estudados nesta pesquisa caracterizam-se por serem públicos e segregados. Assim, revelam osconflitos e contradições do modo de produção capitalista da cidade, os quais podem ser observados no processo de segregação espacial implicando na apropriação diferencial da cidade para a reprodução da vida. Neste contexto, a realização do sentido público destes espaços encontra-se em permanente ) conflito com o domínio do privado, seja em função dos interesses privados envolvidos em seu processo de criação e formas de apropriação, seja na redefinição dos usos e significados do espaço público no processo de urbanização e metropolização de São Paulo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.12.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BURGOS, Rosalina; RIBEIRO, Wagner Costa. Parques públicos urbanos na metrópole paulistana: concepção e uso na produção do espaço urbano. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Burgos, R., & Ribeiro, W. C. (2003). Parques públicos urbanos na metrópole paulistana: concepção e uso na produção do espaço urbano. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Burgos R, Ribeiro WC. Parques públicos urbanos na metrópole paulistana: concepção e uso na produção do espaço urbano. 2003 ;
    • Vancouver

      Burgos R, Ribeiro WC. Parques públicos urbanos na metrópole paulistana: concepção e uso na produção do espaço urbano. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020