Exportar registro bibliográfico

Análise comparativa "in vitro" de duas técnicas de instrumentação em relação ao tempo de uso e ocorrência de fraturas de instrumentos rotatórios d níquel-titânio no preparo de canais curvos (2003)

  • Authors:
  • Autor USP: PRESCINOTTI, ROBERTO - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAD
  • Subjects: CANAL RADICULAR; PREPARO DA CAVIDADE DENTÁRIA (INSTRUMENTAÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo buscou avaliar comparativamente in vitro o tempo de uso de instrumentos rotatórios de níquel-titânio e o número de distorções ou fraturas no preparo de canais curvos utilizando duas técnicas, ambas acionadas a motor. Foram utilizados 180 canais mesiais de molares inferiores, divididos em dois grupos de acordo grau de curvatura, sendo que a média de 28,82º foi idêntica para os dois grupos. Cada grupo foi constituído de 45 canais MV e 45 canais ML. Após preparo cervical com brocas G.G., os canais do Grupo 1 foram preparados com a instrumentação de rotação contínua (I. R. C.), utilizando instrumentos de níquel-titânio ProFile .04, a uma velocidade de 150 rpm, e técnica coroa-ápice seguindo a seqüência de instrumentos de maior calibre #40 para o de menor calibre #15, estabelecendo a instrumento #30 como a de maior diâmetro a atingir o comprimento de trabalho. O preparo dos canais do Grupo 2 seguiu a mesma rotina do Grupo 1, porém, após o preparo cervical, os canais foram preparados com a instrumentação de rotação alternada, utilizando instrumentos de níquel-titânio Nitiflex, conicidade 0,02 mm/mm, a uma velocidade de 2.700 rpm, seguindo a seqüência #15, #20 e #25 em todo comprimento de trabalho para em seguida ser realizada a I. R. C.. Os instrumentos ProFile dos dois grupos só foram substituídos quando se observava alguma alteração da lâmina ativa ou quando fraturava. A avaliação consistiu em anotar o tempo de uso dos instrumentos ProFile,necessário para o preparo de cada canal, e o número de distorções ou fraturas dos mesmos. Os resultados foram submetidos aos testes estatísticos t de Student e Fisher. O tempo de uso dos instrumentos ProFile do Grupo 1 (56,44seg.) foi maior do que o do Grupo 2 (36,10seg.), com significância estatística Já quanto ao número de distorções ou fraturas, o Grupo 1 teve o dobro (08) em relação ao Grupo 2 (04), porém sem diferença estatisticamente significante. ) As correlações entre o tempo de uso dos instrumentos rotatórios no preparo do canal radicular e o grau de curvatura, comprimento de trabalho e tempo de preparo das amostras existiram e foram estatisticamente significantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.03.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PRESCINOTTI, Roberto; BERNARDINELI, Norberti. Análise comparativa "in vitro" de duas técnicas de instrumentação em relação ao tempo de uso e ocorrência de fraturas de instrumentos rotatórios d níquel-titânio no preparo de canais curvos. 2003.Universidade de São Paulo, Bauru, 2003.
    • APA

      Prescinotti, R., & Bernardineli, N. (2003). Análise comparativa "in vitro" de duas técnicas de instrumentação em relação ao tempo de uso e ocorrência de fraturas de instrumentos rotatórios d níquel-titânio no preparo de canais curvos. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Prescinotti R, Bernardineli N. Análise comparativa "in vitro" de duas técnicas de instrumentação em relação ao tempo de uso e ocorrência de fraturas de instrumentos rotatórios d níquel-titânio no preparo de canais curvos. 2003 ;
    • Vancouver

      Prescinotti R, Bernardineli N. Análise comparativa "in vitro" de duas técnicas de instrumentação em relação ao tempo de uso e ocorrência de fraturas de instrumentos rotatórios d níquel-titânio no preparo de canais curvos. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021