Exportar registro bibliográfico

Qualidade de vida de portadores do vírus da imunodeficiência humana (2003)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SANTOS, ELISABETE CRISTINA MORANDI DOS - FSP
  • School: FSP
  • Sigla do Departamento: HSM
  • Subjects: QUALIDADE DE VIDA; SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; MODO DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo. Analisar a qualidade de vida em adultos de ambos os sexos infectados pelo HIV e doentes de aids segundo características sociodemográficas, de estilo de vida e condições clínicas. Métodos. O estudofoi desenvolvido na Casa da AIDS/Divisão de Clínica de Moléstias Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foi um estudo do tipo transversal,com base em amostragem consecutiva. A amostra consistiu de 365 homens e mulheres vivendo com HIV/aids com idade igual ou superior a 18 anos passaram por consulta médica de rotina com o médico infectologista.As variáveis sociodemográficas, de estilo de vida e as condições clínicas foram analisadas através de questionários assim como a qualidade de vida através do WHOQOL-bref. Foi realizada análise descritivaatravés de médias, medianas, desvios-padrão, valores mínimos e máximos. Resultados. Os escores dos quatro domínios (físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente) tiveram valores muito semelhantes.Houve diferenças estatisticamente significativas das médias nos escores do domínio meio ambiente segundo cor da pele, com os pretos e os pardos, obtendo os menores escores. As mulheres também) apresentaram os menores escores nos domínios psicológico e meio ambiente. Possuir maior renda foi significativo na obtenção de maior escore em todos os domínios de qualidade de vida, exceto nodomínio relações sociais. Possuir maior escolaridadeafetou significativamente os escores dos domínios físico e meio ambiente, apresentando-se maiores. Os indivíduos que apresentaram o número de células CD4+ abaixo de 200 células mm de sangue apresentaram menores escores no domínio físico. Em todos os domínios (físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente) os escores foram menores com diferenças significativas para pessoas em seguimento ou com indicação de seguimento psiquiátrico. Conclusão. As mulheres, os pretos e pardos, indivíduos com menor renda e escolaridade, assim como os que possuíam númerode células CD4+ abaixo de 200 células mm de sangue e os que estavam com indicação de seguimento psiquiátrico ou estavam em seguimento, necessitam de estratégia na tentativa de atender às suas necessidades,principalmente nos domínios afetados. (AU)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.10.2003

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Elisabete Cristina Morandi dos; FRANCA JUNIOR, Ivan. Qualidade de vida de portadores do vírus da imunodeficiência humana. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Santos, E. C. M. dos, & Franca Junior, I. (2003). Qualidade de vida de portadores do vírus da imunodeficiência humana. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Santos ECM dos, Franca Junior I. Qualidade de vida de portadores do vírus da imunodeficiência humana. 2003 ;
    • Vancouver

      Santos ECM dos, Franca Junior I. Qualidade de vida de portadores do vírus da imunodeficiência humana. 2003 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020